* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *
"PIMENTORIUM IN ANUS OUTREM REFRESCUS EST"

sexta-feira, março 16, 2012

Copa 2014. E lá vai o Brasil da lambança!!!

Pelo visto a lei geral da copa irá ser votada meio que na marra.
O novo "líder" do governo na câmara disse ante ontem que a venda de bebidas nos estádios durante a copa de 2014 estaria vetada e não seria permitida durante o evento.
Bem, parece que o cara pegou o bonde errado e ainda queria sentar do lado da janela...O líder acabou levando um passa moleque do Planalto e teve que voltar atrás...
A declaração do Chinaglia parece que mexeu com alguns meios jurídicos da FIFA e a entidade teve que esfregar nas fuças dos incomPTentes de Brasília o contrato que foi assinado pelo EX presidente, o enfermo Defuntus Sebentus onde se diz claramente que os patrocinadores da FIFA tem o direito de vender cervejas nos estádios onde se dão os jogos.
Bem, assinaram o contrato sem ler, ou agiram de má fé galopante sempre pensando no "jeitinho" brasileiro em descumprir as leis.
Existem leis bem claras que vetam a venda de bebidas nos estádios e no estatuto do torcedor essa lei também está valendo. Mas como o estatuto do torcedor é uma obra de ficção e as leis feitas no Brasil são obras de comédia...E os tribunais são praticamente circenses...
A FIFA pressionou o governo da pocilga e a presidANTA teve que arriar as calçolas e sentar...A lei vai passar no congresso ou não tem Copa do Mundo...Tudo feito nas coxas. Esse mundial vai jogar o Brasil uns 20 anos para trás...
O poder que a FIFA tem sobre o imaginário popular da pátria de chuteiras, aliado a má fé de quem aceitou essa imposição das bebidas nos estádios mesmo contrariando as leis do Brasil, acabaram criando uma situação onde as cervejarias brasileiras após a copa do mundo irão entrar na justiça pedindo a liberação da venda nos estádios.
É simples, é só uma cervejaria virar patrocinadora de um campeonato e ameaçar melar a competição se não liberarem a venda de cerveja. 
Os nossos covardes e mal intencionados políticos certamente irão abrir as pernas e o álcool vai voltar as arquibancadas.
E certamente a nossa justiça irá dar ganho de causa aos cervejeiros contrariando as leis votadas e aprovadas pelos legisladores. Pois quase tudo que é votado no cãogresso dos incomPTentenes é insconstitucional ou ilegal.

Só que se no Brasil existem leis que proíbem a venda de bebidas nos estádios, e se no estatuto do torcedor que é a cartilha legal que rege os campeonatos de futebol a venda também é proibida. O MP tem a obrigação de entrar nessa briga e vetar a liberação por conta da imposição da FIFA. E se a entidade não gostar que vá fazer copa na Inglaterra. Mas....e coragem para peitar uma legião de insanos torcedores, ou mesmo os intere$$e$ por trás dessa copa? Faltam COJONES!!!

Acontece que na pocilga, um ex presidente, bufão, semi alfabetizado, apreciador dos prazeres do álcool e muito mal intencionado, queria uma copa no Brasil para poder eleger sua sucessora, e mais uma vez a população fica a mercê dos interesses internacionais em nome da governabilidade e da perpetuação no poder.
O interessante que a imensa maioria da imprensa é contra a liberação do álcool nos estádios durante o mundial, mas absolutamente ninguém fala que isso tudo aconteceu porque um certo ex presidente assinou um contrato com a FIFA que fere a nossa soberania. Mas no Brasil do ufano patriotas de chuteiras a única soberania que conhecem é a da bola. 
Essa não podemos perder de maneira alguma sob o sério risco de convulsão social.
E boleiro sem noção e cachaceiro idiota verde amarelo, quer mais é que venda cerveja nos estádios. O resto do país que se phoda.

Esse é o preço que pagamos por ter uma população de chuteiras, onde o que importa é o EXA, os avanços sociais que as leis bem aplicadas e bem feitas nos levam não interessa.
 O que eles querem é festa!!!!

E no mais....

PHODA-SE!!!!
...............
E uma boa forma de protesto dos que se sentem de mãos atadas por tantas lambanças e picaretagens é boicotar as cervejas dos patrocinadores do mundial que já estão a venda nos supermercadois da pocilga desde o ano passado.
Diga não a Budweiser
Que por sinal está custando R$2,00 a lata.
Muito acima das marcas nacionais.
BOICOTE DJÁ!!!
.................................
E PHODA-SE II!!
...............................

Share/Bookmark

12 comentários:

Ajuricaba disse...

Boa tarde meu caro mercador intinerante. Ajoelharam em 2007, agora têm que rezar. A BUD é uma boa cerjeja, mas nem de longe se compara às nossas Boêmia ou Itaipava, por exemplo. E nem em sonhos a uma Erdingher, Amstel ou Stella Artois.

"O Mascate" disse...

Grande chefe.
Além da Erdingher, e Stella Artois, eu sou fanzasso da Heineken.
Sem contar a tradicional Skol. Das outras...as vezes uma Antartica Sub Zero...

Abçs

Anônimo disse...

Não sei qual é o problema em vender cerveja nos estádios? Em qualquer campeonato decente da Europa isso acontece livremente. A Diferença é que lá as pessoas têm educação suficiente para se controlar e caso aprontem alguma receberão punição exemplar.
Aqui na pocilga como o povo é sem noção, mau educado, e as leis são uma piada tem que restrigir a venda de cerveja.
Mais uma atitude que mostra a mediocridade dos brasileiros.

"O Mascate" disse...

Anônimo, vou contar uma histórinha que aconteceu comigo lá pelos anos 80.
Era uma final de paulistão. São Paulo e Corinthians, eu e meu saudoso pai compramos os ingressos de numeradas e fomos ao jogo.
Para resumir. Naquela época era liberada a bebida nos estádios.
Eu passei a maior parte do tempo do jogo tendo que encolher as pernas para quem queria passar. Só que as pessoas não paravam de passar...ir e voltar ao bar para comprar cervejas...Eu me peguei pensando...Mas será possível, esses caras não assistem ao jogo e não deixam aos outros assistirem também?
A cada copo vazio era uma nova marcha em direção ao bar.
Aquilo me encheu tanto o saco que eu prometi a mim mesmo que jamais voltaria a um estádio de futebol...E vão aí quase 30 anos...
Vender bebidas em estádio de futebol para um povo que senta numa mesa de bar e bebe dúzias de garrafas é pedir para ter problemas.
Não se deve vender bebida por conta da segurança e pelo bem estar dos que vão apenas para assistir aos jogos. Cachaceiro tem que ficar é no boteco. Estádio não é lugar para bebum.

Anônimo disse...

Olá Mascate,
Alguém já disse na rede, e muito apropriadamente, que nesse puteiro chamado Brasil uma “piroca rinocerôntica” grassa solta e feliz da vida.
Do que se trata? O ato de fazer LEIS DE MENTIRINHA. Só pode ser isso, evidentemente. O que mais nos tem desmoralizado com tal magnitude?
Em qualquer sociedade organizada e soberana - LEI É COISA SÉRIA. Fazer normas não é fabricar linguiça.
Isso é o que nos tem tirado da “casinha”... leis do tipo vermes nos corroendo desde as entranhas - leis concebidas para não ser cumpridas.

Airton Leitão disse...

O mais interessante nessa polêmica da bebida nos estádios é a justificativa de que foi Lula quem garantia à Fifa que a venda seria liberada.
Teria Lula agido em causa própria? Afinal, o Estatuto do Torcedor proíbe e a Lei Geral da Copa vai permitir.
Lula quer garantir seu gole de cada dia enquanto assite algum jogo da Copa de 2014.

Anônimo disse...

VOU TORCER PARA QUE O BRASIL PERCA ESSA COPA, SÓ ASSIM ESSE NOSSO POVO MEDÍOCRE PODERÁ TOMAR VERGONHA NA CARA.

Anônimo disse...

Pelo conjunto da obra, a HIENA, sim é que deve ser o mascote da COPA IDIOTÍA FUTEBOLÍSTICA.


.. come merda
...trepa 1 vez ao ano
...ri de sei lá o que


justamente como o povo brasileiro

HIENA
HIENA
HIENA

Anônimo disse...

Que Democracia??

O estado democrático é uma falácia, um engodo, uma farsa, uma fraude. É a ditadura do poder econômico, o domínio das estruturas sociais pelo mercado financeiro e pelas grandes empresas. A administração pública, a começar pelos três poderes, executivo, legislativo e judiciário, está dominada pela influência de uma minoria ínfima da população, desviando as prioridades do estado para os seus interesses econômicos, negligenciando as funções principais de servir à coletividade como um todo.
Mantém-se o povo ignorante, desinformado, desmoralizado e amedrontado. Ignorante, negando-lhe uma educação que mereça esse nome; desinformado, controlando a mídia e as comunicações, deturpando informações, omitindo, distorcendo, de acordo com o interesse dos poucos que dominam; desmoralizado, criminalizando qualquer movimento que agregue, esclareça, conscientize e defenda a maioria, dividindo e isolando os indivíduos com a ideologia da competição e do consumo compulsivo através de uma publicidade massacrante, repetitiva, insidiosa, desonesta; amedrontado, entre a exclusão social e o aparato da “segurança pública”. Periodicamente, alimenta-se a farsa, simulando-se eleições “democráticas”, obrigando à votação em massa, após campanhas publicitárias milionárias, mentirosas, onde o único compromisso que se pensa em honrar é com os financiadores dessas campanhas, esquecendo-se os eleitores. São estatísticas.
O povo, sabotado em instrução, em informação, em consciência, em dignidade, não consegue discernir para escolher, não percebe o jogo de interesses ao qual é submetido. Muitos entram no jogo, negociam vantagens, migalhas... e sustentam o controle do jogo. Outros, não querem “nem saber de política”, querem é consumir, desfrutar, possuir, ostentar, ainda que seja sua própria miséria, sua própria pobreza mal disfarçada, sua média classe, sua mediocridade. São os prisioneiros da publicidade, dependem de estímulos externos para sentirem alguma razão no existir. São a grande maioria das pessoas. Há outros e muitos tipos, mas poucos interessados no que fazem nossos empregados – os políticos, executivos e funcionários públicos em cargos de chefia - e como controlá-los e mantê-los a serviço da coletividade como um todo, priorizando as situações de fragilidade e não os interesses dos mais ricos entre os mais ricos. Que não me venham falar em democracia. A ditadura se impõe, insidiosa ou descarada, sobre a ignorância onde é mantida a maioria. O resto é jogo de cena.
Eduardo Marinho

http://observareabsorver.blogspot.com

Sub Zero brasileiro disse...

Eu não sei,para vocês mas para mim, o mais preocupante não se vão vender ou não cervejas no estádios, pois isto so é a ponta do Iceberg...

O fodah mesmo é primeiro ver que fazem leis que não estão sendo cumpridas e ngm da a minima, e o pior vem uma merda de uma bosta de tal FIFA que impôe uma condição e simplesmente ignoram(os politicos) a lei que foi feita......Brasil abrindo as pernas para entidades estrangeiras não é de agora...

P mim é indiferente vender ou nçao cerveja nos estadio pois não gosto de ver futebol e acho toda esse"fanatismo" por tal esporte uma merda mesmo....

mas o preocupante é ver que o Brasil não é soberano...e abre as pernas p FIFA,principe Harry
, etc......

Carlos, o vira latas disse...

Eu sou do tempo em que a gente bebia, fumava e ninguém enchia o saco. Atualmente não bebo nem fumo, mas sou contra essas proibições porque prejudicam os comerciantes. Alem disso esse negócio de proibir é coisa de comunista, nas democracias as pessoas são livres, desde que não prejudiquem os outros. Deviam é proibir politico de roubar e idiota de votar. Essa demora toda para aprovar o que a FIFA quer é porque o congresso quer levar o $eu quinhão na votação.

Anônimo disse...

O maior corrupto do Brasil chama-se Rede Globo

O que se viu sobre a reportagem dos corruptos foi a maior farsa já produzida num tele-jornal

Veja porque

O teatro foi montado com o consentimento da presidente Dilma e do governador Sergio Cabral que não poderiam tomar qualquer atitude contra os corruptos uma vez que estas mesmas empresas foram financiadoras da campanha de ambos.

A Rede Globo investiu alguns milhões para a Copa de 2014, qualquer deslize ainda poderá cancelar o evento aqui no Brasil e com isto quebraria a Globo.

Os artistas convidados para participar do teatro não são amadores e jamais fariam propostas a um diretor de licitações novo que mal conheciam.

Foi uma ação que deu na vista de qualquer um.

Ai então entrou a Policia Federal com intimações, prisões que não levarão absolutamente a nada.

Basta observar que tem empresários declarando que as pessoas ali apresentadas nem pertencem ao quadro de funcionários da empresa.

Com isso mostrando uma imagem de combate à corrupção, Dilma e Cabral afirmam que os responsáveis serão punidos exemplarmente. Mentira.

Daqui a um mês o povo esquece e fica por isso mesmo.

Os artistas apresentado serviram de boi de piranha para alertar os grandes que estão metidos com a organização da Copa (ROUBEM MAS NÃO ESTRAGUEM O EVENTO DA COPA) assim tudo fica bem.

Com essa brincadeira a Globo atingiu um dos maiores Ibopes da sua história, porque o povo gosta é de ver sangue.

Daqui a alguns dias já desgastada, a reportagem da fraude será esquecida e tudo voltará ao normal.

Uma coisa é certa, muita gente sairá com os bolsos cheios nesta brincadeira.

O nome das empresas será mudado e tudo continua como se nada tivesse acontecido. Quem perde com isso somos nós que pagamos os impostos para sustentar essa corja e aceitamos tudo que é imposto pela mídia marrom.