* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *
"PIMENTORIUM IN ANUS OUTREM REFRESCUS EST"

quinta-feira, janeiro 13, 2011

Destruição em Petrópolis. Solidariedade ou populismo.

Dilmá de colete solidariedade ou simples populismo.


Como era de se esperar a PRESIDANTA Sebenta e o Puxa Sacos Mór de Banânia, Sergio Cabrón já meteram os fucinhos na tragédia da zona serrana do Hell de Janeiro.
Até aí nada além da obrigação, uma vez que ambos são autoridades e tem o dever de prestar solidariedade e apoio a população abatida pelas enchentes.
Ao menos a Sebenta já mostra "seuvisso" andou amassando barro in loco. Não fez como seu inventor, o EX presidemente Sebento, que só sobrevoava as áreas atingidas, fazia cara de coitadinho para os fotografos, se mandava para Brasília, e depois ficava apenas de conversê para enrolar os eleitores.
O que pega na verdade é que os dois Manés já se fantasiaram com coletes da Defesa Civil para fazer a visita ao local. Para que é que eles vestiram a porra desses coletes?
Estão apenas seguindo o instinto do populismo pré fabricado pelo Sebento e com isso tentam passar a imagem de que eles serão a salvação dos desabrigados?
Ou apenas fazem jogo de cena em busca de votos dos que acreditam que eles são absolutamente sinceros neste momento?
Sinceridade, solidariedade, apoio, e atitude não tem nada a ver com a venda da imagem e os coletes são totalmente descartáveis nessa situação. O que vale de verdade para esse povo são as providências e o apoio. 
O OBA-OBA não passa de politicagem barata.
Prestem atenção na imagem e vejam a quantidade de "aspones" e "papagaios de pirata" em volta deles e só os dois vestem os coletes. Essa visita da Sebenta ao Hell de Janeiro na minha opinião não passou de politicagem sem vergonha e exploração política da desgraça alheia.
Sem os coletes eu até acreditaria na intenção solidária. Com eles, eu só vejo populismo e safadeza.

Share/Bookmark

2 comentários:

"Política sem medo" disse...

Resta saber se ha alguma providencia a ser tomada imediatamente, por exemplo, extinguir uns tres ou quatro ministerios para usar o dinheiro economizado para minimizar a tragedia. Imaginem so que absurdo, mais de quatrocentos mortos? Meu Deus. Onde e que vamos parar?

"O Mascate" disse...

Tereza, onde vamos parar?
No buraco, o povão estava comemorando a chegada do Ronaldinho Gaúcho no Flamengo e na Serra aquela situação que estamos vendo.
Ninguém tá nem aí para nada. È cada um para si e o resto que se dane.
O que interessa é VOTO, se votarem direitinho tudo fica bem...para eles é claro.

Sobre os mortos: As previsões dão conta de mais de 2.000.