* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *
"PIMENTORIUM IN ANUS OUTREM REFRESCUS EST"

quarta-feira, janeiro 12, 2011

Se não for assim, vai ser quase isso.

"Vou cantar-te nos meus versos" - Coluna Carlos Brickmann

Coluna de quarta-feira, 12 de janeiro


É hora da Copa e dos Jogos Olímpicos.
Daqui em diante, é hora de ONGs que apoiam o esporte, tiram crianças das ruas, combatem drogas.
Depois das festas, todas serão investigadas por desvio de dinheiro público.
E sumirão do mapa.

Copa e Olimpíadas vão para a passarela.
Gilberto Gil estará num carro alegórico,
representando
"o espírito olímpico visitando a Pátria do Esporte num dia de sol, ao raiar do fogo da vitória e homenageando o mamoeiro que dá limão".

O desenho dos mascotes vai misturar um índio,
o sol, aliás parecidíssimo com uma bola Jabulani,
o Carnaval, tudo criado por Hans Donner e Oscar Niemeyer.
O mascote se chamará
"Caíque Boleiro",
ou
"Maninho do Olimpo".

A tocha olímpica será roubada
(seguindo o destino da Taça Jules Rimet).
O carnavalesco da Beija-Flor,
orientado por Joãozinho 30,
fará uma réplica.

Cláudia Leitte e Ivete Sangalo
cantarão o Hino da Copa e o das Olimpíadas, compostos por Latino.
Em baixo do palco, centenas de pessoas exibirão cartazes de cartolina, com a inscrição
"Galvão, filma nóis" e "100% Comunidade".

Vai faltar gás para a tocha olímpica.
E aquele pedestal chiquérrimo para a bola da Copa não chega até a semifinal.

Um vira-lata simpaticíssimo vai furar a segurança e confraternizar com os atletas.
Será batizado de Copinha e virará mascote, com direito a ficar no Maracanã.
Será adotado por um ex-ministro, que dirá que cachorro também é gente.

Uma música de sucesso:
"Segura na minha tocha que eu acendo a sua pira".

Precedência

O logotipo olímpico é genuinamente brasileiro, genuinamente criativo, genuinamente original.
Quem o copiou foi o pintor Matisse,
só que alguns anos antes.

Share/Bookmark

Um comentário:

Chico Ribeiro disse...

Ótimo texto. Se não acontecer assim será muito parecido...O diabo é quem duvida se não for pior,nesta terra reinventada pelo presimente Mulla.