* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *
"PIMENTORIUM IN ANUS OUTREM REFRESCUS EST"

terça-feira, outubro 23, 2012

Votar é preciso I

Recebi esta postagem por E-Mail e fui à página para emitir a minha opinião.
Mas como não consigo me dar bem no Twitter por conta dos 140 caractertes, imaginem para responder a um cidadão que chama de covardes aqueles que optam em não votar.
Sou obrigado a colocar a postagem dele aqui na minha página e minha resposta em postagem abaixo. Uma vez que o Blogger não aceita respostas com textos muito longos...Um absurdo para uma pessoa tão sucinta quanto eu.
O texto é logo e a resposta idem, então quem for ler...paciência...


Não votar é uma omissão cívica e nada mais do que isso. O sujeito deste ato está e estará fadado a não se meter em nada; porém já se meteu pela forma que o escrutínio é apurado e apontado no Brasil e onde o voto de um nordestino analfabeto que inflado pelo bolsa voto, vale tanto quanto o de cento e cinquenta universitários cariocas ou paulistas. A omissão é chamada de neutralidade em bom dicionário; porém em civismo é explícita covardia, pois o voto é elemento fulcral na ação democrática e republicana. Isso (render-se à omissão) significa apoiar aquele que obviamente vencerá. Para ele - o covarde, não importa o resultado, e aos participes do processo eleitoral, sejam de uma corrente ou outra, sequer se importam em saber a opinião de quem se acovarda nas sobras da quirela. Pessoalmente, entendo que se nem participar deseja tal elemento no processo eleitoral, não lhe caberá direito algum em criticar qualquer candidato, ou governante, nem mesmo os mensaleiros, pois como omisso ele sempre apoia os vencedores dos escrutínios - é um derrotado moral, pois elege a todos governantes e depois crítica a quem notadamente ajudou a preferir. Ora não sabe que de seu ato surtirá efeitos positivos e/ou negativos em sua vida e aos demais cidadãos? Não tem respeito próprio e nem ao próximo. Ele nunca terá razão em qualquer situação ou pleito, afinal não opinou!

Quem não participa não está habilitado frente aos que se expuseram pelos interesses comuns a todos da sociedade, ou seja, exerceram sua cidadania.

Ser cidadão não é somente, cobrar direitos, mas ter obrigações; e escolher quem representará o povo ou evitar que fichas sujas o façam, sendo assim é uma grande obrigação de cada um de nós. Hélio Bicudo proclamou recentemente que no Brasil de hoje é um crime quase que hediondo a não participação cívica. Rui Barbosa, no século passado nos legou que a "maior é a vergonha não é a derrota, mas sim aquela de não ter lutado" - acrescento que a pior é de ser taxado de covarde, como não votar e cacarejar sob qualquer estereótipo estúpido e infame de que na democracia não há saída contra a politicalha. Muito desses omissos ou anuladores profissionais, devassos da prática republicana e até por maioria dizem "estou bem, o resto que se dane". Há milhões de pessoas com esse comportamento no Brasil. Pois quando as coisas vão mal pedem ajuda ao "resto que antes mandaram se danar". Assim no Brasil impera o egoísmo em uma raça dividida, explorada por agiotas, sem solidariedade entre cidadãos, onde não se encontra honestidade nos homens públicos. Nutrimos a falta de consciência cívica e moral que vagabundos exploram e se beneficiam, assim impuseram como a bandeira no Planalto central. É hora do basta, seja agora ou não, mas pelo voto é que esses canalhas entraram e é por ele que devem sair; e quão maior descrença se impuser às práticas democráticas e republicanas estaremos sim fazendo com que essa gentalha, seja de um partido ou outro, de uma região ou de outra, permaneça no poder de nossa Pátria.

Solidariedade, cidadania e dignidade no seio de nosso povo é o que mais precisamos para não nos envergonharmos perante as futuras gerações.



Share/Bookmark

7 comentários:

Anônimo disse...

Esse cara é um boçal a toda prova.

Certamente ele nunca soube, que nas principais democracias do mundo, votar é facultativo. So nos EUA, há décadas (com exceção do último pleito)que a maioria não sai de casa para votar e nem por isso os EUA deixou de ser a maior democracia do planeta. So mesmo em terra de Banânia para encontrar tipos assim. São filhotes do Estado babá e autoritário, que faz do povo seu bebê ou gado no curral.

Além disso, sabemos que a grande maioria quer é Poder e não governar, isso para surrupiar dos confres públicos, principalmente nas eleições municipais. Voto nulo, porque se eu não comparecer às urnas tenho meu CPF cancelado, não poderia abrir uma empresa e etc. Coisas típicas de terrorismo de Estado (principalmente Estados comunas).

Acorde Cara!!!

liam disse...

Estou totalmente de acordo, quem não vota depois não tem o direito de reclamar, não escolheu então aceita o que vier de bico calado.è preferivel votar errado e aprender com o erro, do que ser omisso.Votar em branco é deixar a responsabilidade pro outros.

liam disse...

Estou totalmente de acordo, quem não vota depois não tem como reclamar,só aceitar o que vier e calar a boca.Quem não vota ou vota em branco não se posiciona, não assume responsábilidade.É preferivel votar errado e aprender com o erro do que não votar.Quem vota em branco tem preguiça de pesquisar e analizar ou melho tem preguiça de pensar.
Meu amigo Anonimo pesquise um pouquinho mais profundamente e verá que os EUA não são tão democráticos assim ( é mais pra inglês ver e o povo achar que são a maior democracia do mundo )

Anônimo disse...

Afinal de contas: QUEM É QUE RECLAMA E SAI ÀS RUAS DEPOIS QUE ESSES QUADRILHEIROS ASSUMEM UMA CÂMARA, UMA PREFEITURA, UM LEGISLATIVO OU UM EXECUTIVO????

O cidadão? O povo? KKKKK!!!!!

Não! os pelegos sindicalistas, que usam "servidores" públicos desavisados, chorões, massas de manobra (nunca satisfeitos com os mega-salários que ganham). Depois esses quadrilheiros vermelhos se dizem, desavergonhadamente, porta-voz do povo.

P.S - E dependendo dos políticos quadrilheiros, o povo e sindicalistas eleitores do PT se calam, como no caso do Mensalão.

Povinho sem-vergonha, isso sim!




Sidney disse...

Em Ribeirão Preto entre Abstenção, nulos e brancos 32% de 419.435 eleitores o que corresponde a 134.219 eleitores que não concordam com a atua situação eleitoral, como esses cidadões não tem o direito de reclamar, tem sim pois pagam impostos e contribuem para o crescimento da cidade, o que precisa mudar é a Lei eleitoral que favorece aos mais corruptos e vagabundos.
Parabens Mascate, você está certo.

Rose disse...

O anônimo acima está pleno de razão, quem reclama?
Só temos resmungos na zona de conforto, mas se alguém sugere criar movimentos ou ao menos pontos de encontro para troca de ideias e iniciativas, pode até ser que alguém vá, mas logo desiste porque temos dificuldade para lidar com as diferenças. Ao invés de somar, as pessoas se dividem querendo convencer no grito, sem argumentos bem fundamentados, entre outras barreiras que os petralhas conseguiram superar.
Comento isso com sinceridade e dor ao mesmo tempo, porque a má intenção tem mais poder agregador do que os valores positivos (desmoralizados há tempos por rótulos como "conservador", "cafona", "brega", "direita", etc., tudo com o propósito que está em curso, dominar consciências pelo poder absoluto).

Rose disse...

Só para completar - é preciso ter coragem de defender algum político, mesmo com o modismo de metralhar todos como prega o PT. Não aceito a versão petralha de que todos são iguais. São humanos, como todos nós, não há perfeição na humanidade, mas confundir antipatia, preconceito com aparência ou dificuldade de comunicação com falta de caráter é INJUSTO!