* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *
"PIMENTORIUM IN ANUS OUTREM REFRESCUS EST"

terça-feira, setembro 11, 2012

Brasil 8 x China 0. E na república do pão e circo a farsa continua.

Artigo enviado anonimamente por um leitor deste Blog.
Bom demais para deixar de postar.


ANDRÉ BARCINSKI
FOLHA DE SP - 11/09

Ainda chocado com o teatrinho ridículo de Mano e da seleção ontem à noite.
Para quem não viu: a CBF trouxe um boi de piranha – a China – para ser goleado e aliviar a pressão em cima do técnico Mano Menezes, que faz um trabalho esquizofrênico no comando do time.
Na verdade, seriam dois bois de piranha, mas a seleção brasileira é tão ruim que fez jogo duro até com a África do Sul.
A China, me perdoem os orientais, é uma piada. Acho que foi a pior seleção profissional que já vi jogar. Sem exagero, esse time chinês perderia da seleção brasileira feminina.
O time de Mano ganhou de 8 a 0 e saiu de campo com aquela pompa de “dever cumprido”.
Jogadores só falavam da “ótima atuação” contra “um adversário de respeito”. Na coletiva, Mano teve a pachorra de dizer as palavras “China” e “forte” na mesma frase.
E o pior é perceber que não houve UM jornalista para questioná-lo. As perguntas variaram do patriotismo mais rasteiro (“O time parecia muito unido ao cantar o hino…”) ao puxa-saquismo mais embaraçoso (“O Brasil não deixou a China jogar…”).
Para piorar, técnico e jogadores exaltavam a torcida nordestina e creditavam ao “grande apoio” dela a atuação do time.
“Grande apoio”? Onde?
O estádio do Arruda recebeu 29.658 pessoas. Ano passado, quando estava na 4ª divisão do Brasileiro, a média de público do Santa Cruz era de 36.916 pessoas.
A torcida nordestina foi tratada como claque de programa de auditório. Pelas declarações exultantes dos jogadores e de Mano, parecia que a única coisa que se esperava do torcedor nordestino era apoio cego e incondicional, por pior que jogasse o time.
É muito triste perceber que o escrete canarinho virou um joguete de relações públicas na mão da CBF.
Triste notar que Mano, com a cara de pau que estamos acostumados a ver em políticos, escala o são-paulino Lucas de titular num jogo no Morumbi e o nordestino Hulk para um jogo em Recife.
Mais que um teatrinho, a seleção parece uma “boy band”, tipo Jonas Brothers.
Temos um produto – o time – de qualidade sofrível, mas que é vendido como a última bolacha do pacote.
Os “atores” – os jogadores – são jovens, bonitinhos e facilmente manipuláveis, prontos a bater continência para qualquer coisa que o empresário – a CBF – disser.
Nos “shows”, todos têm seu script: o time ganha de um adversário ridículo, a claque bate palmas, e os jornalistas, ou melhor, assessores de imprensa, tratam de levantar a bola do time.
Nossos Jonas brothers têm até coreografia. É só ver a dancinha de Lucas e Neymar após um dos gols de ontem.
Para completar, chega o intervalo do jogo e qual o primeiro comercial que pinta na TV?
O super-herói Neymar, chutando a caspa para longe com chutes de videogame. 


...................................................................................................................


A CBF tem que fazer a seleção brasileira alavancar ainda mais a alienação do povaréu burro, ufano patriota, que paga ingresso para ver jogo do Brasil contra os paralíticos e cegos Chineses.
Essa seleção da China, pelo visto, levaria cacete até do time do Dente de Leite do Madureira.
Não é possível que existam pessoas que não enxergam a manipulação que é feita atrás da bola para acobertar as mazelas de um país que irá sediar uma copa do mundo sem a mínima condição social.
Estádios super faturados, infra estrutura que merecerá FERIADO e férias escolares no mês da Copa, aeroportos, saúde, transporte público precário são a mostra de que tudo vai mal.
No último jogo em que a seleção Brasuca levou um sacode Olímpico, circulou na imprensa que a CBF foi consultar o EX presidente Sebento para saber se poderia demitir o técnico Mano Menezes ou não.
A que ponto chegamos. Um ex presidente populista e irresponsável trás os jogos para o país, arranja um estádio pago pelo suado dinheiro do otário contribuínte para o time do coração, ainda tem que ser ouvido pela demissão do técnico do Time.
Parece que continuamos nos anos 70, onde o Saldanha foi demitido por não concordar com alguns "palpites" dos milicos e no lugar colocaram o Zagallo, que digamos...era mais cordato com a "escalação oficial".
Mas, enfim, é isso aí, se o time ganha a imprensa esportiva e sem noção ufana os jogadores como semi Deuses, o técnico permanece no cargo e o povão feliz feito pinto no lixo acredotando que no país do futebol tudo é lindo.
Eu já estou pela tampa em ver a Calopsita santista aparecendo até em comercial de supositórios. 
O futebol no Brasil é um poço de interesses financeiros gigantescos, uma garantia de emprego para jornalista esportivo, e com um potencial de dividendos políticos inimaginável..
Infelizmente o mundo da bola está no DNA dos desavisados Brasucas que aprenderam que só conseguem ser bons em alguma coisa no planeta jogando bola. O resto é resto, afinal nóis é penta!!!

E cá entre nós, golear esse timeco da China é mole, eu quero ver é o Brasil crescer economicamente como eles.

E tdod esse circo da bola montado bem no dia anterior ao anúncio do pacote de bondades de energia elétrica que a PresidANTA Dentuça assinou.
O povão falando de bola sem notar que os 16% de baixa da energia são realmente um descontio, ou a devolução do que foi cobrado a mais durante 10 anos. Se for uma bondade do governo, então OBA!!!! Pois teremos desconto de energia e devolução do que já pagamos antecipadamente. Agora, se vier só o desconto... É ferro no povão, de novo...

E quem não gostou....

PHOD@-SE!!!!
............................................................................................................










Share/Bookmark

Nenhum comentário: