* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *
"PIMENTORIUM IN ANUS OUTREM REFRESCUS EST"

quarta-feira, julho 18, 2012

E no Brasil da carteirada....

E no Brasil da velha e odiosa prática da "carteirada", nada mudou.
Em uma Blitz da lei seca na avenida Paulista, os PMs tiveram o azar de parar para fiscalizar justamente o carro de uma "desembargadora" da justiça de São Paulo que era dirigido por sua filha que é "divogada".
Durante a abordagem os PMs na atribuição de suas funções pediram para a motorista a "divogada" Roberta Sanchez de Castro que fizesse o teste do bafômetro.
Daí começou a baixaria, a "divogada" além de se recusar a fazer o teste ainda disse que isso era uma arbitrariedade, e sua mãe a "Desembargadora"Yara Ramires da Silva de Castro, começou a distribuir "carteiradas".
Bem, a situação tomou o rumo da confusão, onde as " nobres" cidadãs foram bater o costado na corregedoria da PM para fazer aquilo que já sabemos que é acusar aos mais "inferiores" para livrar a própria cara. E os PMS foram direto para o 78º DP onde fizeram, registro de desacato e recusa a fazer o teste do bafômetro.
Bem, a situação é essa, uma "Desembargadora" de justiça e uma "divogada" que são representantes da lei se recusam a cumpri-la e ainda se sentem ofendidas por haverem sido cobradas no cumprimento da mesma.
Se o teste do bafômetro é uma arbitrariedade, não é arrumando confusão com a PM que isso irá mudar. A "desembargadora" que use seu conhecimento jurídico para se defender, ou para fazer lá em Brasília um Lobby contra os bafômetros. E a "divogada" que dirigia o carro...Na minha concepção, uma pessoa que se recusa a fazer o teste é porque está com "algumas" na cabeça e usa essa burrice que a lei criou de não fazer provas contra si mesmo para continuar impune, pois quem não deve..... 
E o resultado é este, a lei vai continuar sendo desrespeitada e atuando apenas contra os que não tem "carteira" para esfregar na cara dos outros aos berros de "SABE COM QUEM VOCÊ ESTÁ FALANDO?"

Em um país que uma "DESEMBARGADORA" se comporta dessa maneira, como é que iremos querer que isto um dia vire uma nação. Ainda vivemos no Brasil colônia com as vantagens da ditadura militar, onde os supostos "poderosos" deitam e rolam para cima das leis e saem de cú lambido.
Esse comportamento da "DESEMBARGADORA" e sua filha é vergonhoso para o cargo que ela ocupa, uma afronta a sociedade e um flagrante desrespeito ao trabalho dos policiais, que estavam lá cumprindo ordens e cuidando para que irresponsáveis e idiotas sejam tirados das ruas por dirigirem embriagados.
Mas na pocilga, deputado mata por dirigir de fucinho cheio o tempo passa e nada acontece. Os mortos continuam mortos e quem matou levando a vida como se nada tivesse acontecido. O preço de uma vida no Brasil anda em baixa na cotação da justiça.
Espero que ao menos a corregedoria da justiça faça seu trabalho de "punir" de alguma forma a "Desembargadora" e a OAB faça o seu de punir a "divogada" arbitrária.
E nos mais, toda essa confusão vai dar em porra nenhuma, coisa normal no Brasil da impunidade, e se bobear us "puliça" ainda levarão alguns dias de punição.
Enquanto os que acreditam serem poderosos se comportarem dessa maneira. Este país não sai do terceiro mundo. A impunidade começa em uma Blitz da lei seca onde se distribuem "carteiradas" e acaba no julgamento de crimes como o mensalão. 
E como diz a velha máxima: A justiça só pune os três "Ps" "Pretos" Pobres" e "Putas" . Alguém ainda tem duvidas disso?
E no caso da "divogada" ter se recusado a fazer o teste do bafômetro... Com a palavra o Detran. Afinal a lei é igual para todos...ou não?

E PHOD@-SE!!!
.............................................

Share/Bookmark

2 comentários:

nadyrjunior disse...

a lei do bafômetro não é para ninguém,pois segundo o pacto de san josé (costa rica ) ,ninguém é obrigado a produzir provas contra si
próprio.
isso também é utilizado nos depoimentos das CPIs .

O.K.

nadyr bonifácio ajúnior

Anônimo disse...

É por isso que esse país chafurda na m....sem fim! Lá nos States não tem essa cafonice do "você sabe com quem está falando?", lá a lei é para todos. Fico imaginando a arrogância da dupla de mãe e filha na hora do B.O.