* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *
"PIMENTORIUM IN ANUS OUTREM REFRESCUS EST"

segunda-feira, maio 28, 2012

Comissão de ética do Senado vai ouvir Demóstenes.

Bem, pelo que parece a comissão de ética do senado fedemal....
Peraê....Comissão de ética? No senado brasileiro? 
POTAQUEPAREU!!! 
Há há há!!!!!!!

Bem, a comissão de ética Há há há!!! do senado fedemal vai ouvir o senador Demóstemnes Torres sobre suas relações com o empresário de diversão à dinheiro e explorador de jogatina lazarenta não autorizada, Carlos Cachoeira.
Quando se fala em comissão de ética Há há há!!! nos leva a pensar em pessoas ilibadas e de moral acima de qualquer suspeita, políticos de comportamento irrepreensível e de correção absoluta na vida pública, sem contar de uma  honestidade a toda prova.  
Mas o que vemos na verdade, é uma comissão de quinze membros onde oito (8) estão, estiveram, ou estarão envolvidos de alguma maneira com investigações na justiça. E pasmem...sempre como investigados ou réus.
É onde que se percebe que colocaram as cobras para tomar conta dos ratos. Uma comissão que se diz ética composta por pessoas que já perderam-na há tempos.
Tudo não passa de um grande circo em ano eleitoral, onde boa parcela dos políticos que atuarão nessa comissão, ou mesmo na circense CPMI do Cachoeira estão em busca mesmo é dos holofotes e de algum dividendo político eleitoral.
Falar em ética e política é a mesma coisa que querer misturar água e óleo, impossível. Não existe político ético, nenhum!!! Eu garanto.
O que me faz dar tais garantias é ver que se o mais ilibado político brasileiro (se é que ele existe) passar por alguma investigação certamente em algum ponto da sua vida pública ele cometeu algum deslise ético, seja uma mentirinha contada em troca de alguns votos, uma promessa de campanha jamais cumprida, o não cumprimento de algum compromisso com seus eleitores, seja uma maracutaiazinha mesmo que mínima para conseguir algum dividendo eleitoral. Mas se saírem em busca, certamente encontrarão algo que ponha em dúvida a credibilidade e a ética desse cidadão. 
E olhem que eu tenho a mais absoluta certeza de que os que acusam Demóstenes são tão ou mais sujos do que aquele a que pretensamente pretendem punir.
Na política brasileira não existem virgens. Todos são putas velhas onde trocam favores sempre por dinheiro ou por voto. O velho e conhecido método do "dinheirinho na mão, calcinha no chão.  Dinheirinho sumiu, calcinha subiu"
Desde sempre a política brasileira foi alvo do anedotário popular onde a ladroagem e o péssimo comportamento de seus integrantes é motivo de chacota. Mas de uns tempos para cá, a coisa descambou a ponto de vermos corruptos cassados e eleitos novamente pela burrice e ignorância de um povo sem noção se fazerem passar por paladinos da justiça e caírem de pau acusando seus pares de crimes que eles mesmos cometeram em passado recente. Taí o Collor que não me deixa mentir.
A desfaçatez e a imoral falta de ética são tão latentes que levam a bandidos da pior espécie a acreditarem que estão curados de seus males e se tornaram cidadãos acima de qualquer suspeita.
Essa comissão de ética do senado Há há há!!! não tem lisura e nem comportamento ético a ponto tão elevado que os leve a serem os paladinos da justiça ou poderem decidir a vida política de um de seus iguais. Quem não tem ética não pode legislar sobre a ética alheia, isso é no mínimo anti ético para não dizer imoral.
E ao menos oito desses "ilibados" membros da comissão, já está provado, que de ética eles não entendem porra nenhuma.
E vamo que vamo assistindo ao circo Brasília e seu espetáculo: 
" Demóstenes não é Diógenes. E a busca por um homem honesto continua".

E para quem, não sabe quem foi Diógenes, taí a Wiki para dar conhecimento.

E PHODA-SE!!!
...........................................


Share/Bookmark

Um comentário:

Airton Leitão disse...

Quer rir um pouco?
Fazem parte do Conselho de Ética do Senado:
Lobão Filho, Renan Calheiros, Romero Jucá, Humberto Costa e Gim Argello.
Todos têm ficha limpa. ha ha ha