* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *
"PIMENTORIUM IN ANUS OUTREM REFRESCUS EST"

segunda-feira, maio 28, 2012

Comercial da Skin é considerado "homofóbico".

E o Brasil segue ladeira abaixo em desabalada carreira.
Meses atrás a Sinistra das políticas para mulheres causou um baita tumulto na mídia por achar que o comercial das Lingeries Hope quando a modelo Gisele Bunchenn aparecia de calcinha e sutiã para dar más notícias ao marido, seria uma afronta as mulheres.
A população nem percebeu o apelo de machismo e a estereotipação ou desvalorização da mulher brasileira.
Interessante, a sinistra queria tirar uma peça de propaganda do ar por acreditar em desvalorização da mulher, carnaval de peitos e bundas à mostra, funks onde as mulheres são chamadas de cachorras, e agora a tal marcha das vadias não incomodam a vigilância políticamente correta da pocilga? Hipócritas!!!
Bem, tudo acabou em aguas de batatas, a Hope manteve a peça no ar até o final da campanha, e a Sinistra...sei lá da sinistra...
Semana retrasada o cantor Alexandre Pires, que é negro, foi acusado de racismo pelo movimento negro por conta de um clipe em que aparecem duas conhecidas sub celebridades negras da pocilga vestidos de gorila. Pronto!! O mundo desabou sobre o cantor, e apesar dele ser negro, foi acusado de racismo por gente que não tem nada a ver com o clip, um tal patrulhamento racial que está se tornando perigoso. Esse assunto ainda vai dar desdobramentos, veremos.
Imaginem que tentaram tirar livros de Monteiro Lobato das escolas públicas alegando preconceito racial nas obras do autor. Nem para perceberem  que Lobato viveu e escreveu em uma época, diremos...menos correta eles servem. O que importa é fazer barulho e sentirem-se ofendidos para serem valorizados. Burrice e cretinice não contam.
Agora é a vez da associação dos travestis...Travestí agora tem associação de classe? 
Bem, o movimento GLBT e mais alguns desocupados acharam de acusar o comercial da cerveja Skin, onde um bizarro "travestí" é confundido com uma mulher e quando o confuso usuário de cerveja percebe a situação recusa a "paquera" sob a gozação dos amigos. E ao final, o filme diz que a noite ela é Maria e de dia é Jão.
Um comercial bobinho, e sem maiores pretensões, mas os vigilantes patrulheiros do politicamente correto já lançaram mão do termo homofóbico e querem que seja retirado o comercial do ar para que não seja ainda mais prejudicada a imagem dos travestis. (?)
Do jeito que essa banda está tocando, em breve os gordos estarão entrando na justiça contra o preconceito a obesidade, os magros a magreza, os caolhos a caolhice, as loiras contra as piadas, os portugueses idem, os argentinos contra o preconceito racial, e o Ibama contra as piadas de papagaio. Os políticoas já haviam conseguido e depois perderam essa batalha da proibição de piadas contra eles.
O politicamente correto no Brasil está se tornando algo em que se continuar nessa batida vai dar problema sério de divisão social.
Que existe preconceito contra os homossexuais isso é notório, mas atentar contra a liberdade de criação acusando a tudo e todos que não dizem amém para o que uma parcela da população quer é perigoso demais.
Cada qual sabe de suas preferências sexuais, o que não pode acontecer é fazer com que as outras pessoas aceitem sua condição na marra e na opressão. 
A mudança de comportamento em relação a diversidade só irá acontecer com investimento em educação e muita cultura. No grito, na marra, e no patrulhamento do políticamente correto de plantão, a coisa só vai reforçar a divisão, e o preconceito jamais deixará de existir. Não é fazendo presepadas e gritaria sem noção que mudaremos o comportamento da população. 
E cá entre nós, quer coisa mais absurda e bizarra do que a parada gay? Onde a maioria se transforma em grotescas figuras e aberrações e ainda dizem que é em nome de um tal orgulho.
Na parada a estereotipação e o achincalhe contra os travestís é permitido, no comercial de TV é homofiobia? Tão de brincadeira né?
E esse neologismo criado para rotular aos que não aceitam a condição dos homossexuais é de uma burrice atronômica.
Pois "homo-fobia", seria o medo aos humanos, e não o preconceito aos homossexuais.
Já que em Latim HOMO é humano ou homem, e FOBIA é medo em Grego.

Homofobia é uma coisa e preconceito é bem outra, mas misturam tudo no mesmo saco e transformam a sociedade refém de um balaio de gatos onde o que é proibido para alguns, dependendo do momento pode ser considerado orgulho para outros.

Na minha opinião, a palavra que melhor cabe em tudo isso é HIPOCRISIA!!!

E PHODA-SE!!!

........................





Share/Bookmark

7 comentários:

Ajuricaba disse...

É meu caro mercador intinerante. Nem tão cedo você vai conseguir fazer seu retiro internetiano. Essa corja fornece materia prá mais de quilo. Assim como os cordéis da Tribo. rsrsrs
Humorista ou crítico no Brasil passa bem com eles.

Gilrikardo-Blog disse...

MASCATE,

agora mais do que nunca na história desse país, acredito que essa montanha de movimentos classistas é cria da oportunidade de alguém receber dividentos eleitorais com a causa.´Não digo que foi planejado, mas aconteceu ao acaso, um movimento por uma causa ali, e assim foi crescendo essa maneira "IGNÓBIL" de conquistar votos. Sim votos. Para mim, estatutos, movimentos, projetos, inclusão, ongs, tudo assistencialismo. FLORESCERAM NA ÚLTIMA década, sob o patrocínio dos companheiros. É A CLÁSSICA DIVIDIR PARA DOMINAR, Só como eu disse, nada predeterminado, ocorreu ao acaso. E daqui para frente não estranharei se de fato surgirem o MOVIMENTO DOS GORDOS DESCONTENTES, MOVIMENTO DOS PORTUGUESES INDIGNADOS, MOVIMENTO DAS LOIRAS INTELIGENTES, e por aí a fora... sinceramente tu tens razão... vivemos NUMA POCILGA... oinc...oinc...oinc...

Anônimo disse...

Agora tem patrulha para tudo, credo! O politicamente correto é a maior empulhação que existe! É uma praga!

Anônimo disse...

O que esses merdas do politicamente correto não enxergam é que quanto mais eles criam leis contra isso ou aquilo, mais criam raiva e ódio contra o grupo que estão tentando blindar.
Agora nova lei proíbe a discriminação contra gay, mulheres (nessa os gays se ferram)e pasmem, nordestinos! Isso mesmo nordestinos. Desde quando nordestino é minoria, raça ou gênero? Nordestino é o mesmo que Gaúcho, Paulista, Carioca ou Mineiro,ou seja Brasileiro. O único nordestino que tem que ser discriminado é o Falastrão de Garanhuns, não por ser nordestino, mas pelas merdas que faz.
Agora se chamar um Paraibano de Paraíba tá phodido. Teremos que chamar de: cidadão oriundo dos estados do norte/nordeste de cabeça geneticamente avantajada com leve deformidade causada por achatamento.
Oras, vão se phoder.

jonha disse...

ABSURDO; HOJE NO TERRA BRASILLIS; É PROIBIDO SER BRANCO E HETERO. A CONSTIPAÇÃO "SIC" CONSTITUIÇÃO, ME PROIBE DE NÃO GOSTAR DE HOMOS E NEGROS. ELA FOI RASGADA EM SEU ARTIGO 5 SE NÃO ME ENGANO, QUE GARANTE A IGUALDADE ENTRE TODOS.HOJE VIVEMOS NUMA NUMA TERRA DE COTAS (TOTALMENTE ILEGAIS E INCONTITUCIONAIS) SOMOS BRASILEIROS DE SEGUNDA CLASSE , AFINAL BRANCOS E HETEROS SÃO CRIMINOSOS??????...FAZER O QUE? ABSURDO QUE EU E MINHA FAMÍLIA NÃO TENHAMOS PROTEÇÃO DO (PSEUDO)GOVERNO QUE TERIA CONSTITUCIONALMENTE O DEVER DE NOS AMPARAR E PROTEGER....POR DIREITO DO CONTRADITÓRIO.....

Anônimo disse...

Como minoria segregada no Brasil, nós, descendentes de alemães, solicitamos providências do governo federal para sermos igualados aos negros, perdão, afrodescendentes, no que tange aos direitos dos cidadãos.
Para tanto, pacificamente reivindicamos seja aprovada Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que contemple os seguintes pontos:

01 - Fica estabelecida a cota de 5% para alemães e seus descendentes nas universidades públicas brasileiras e em concursos públicos;
02 - Fica proibido chamar descendentes de alemães, ucranianos, holandeses e outros europeus de polaco, gringo, etc;
03 - Fica proibido chamar um indivíduo de “alemão”, pois o termo é pejorativo e denigre a imagem deste como ser humano.
04 - Fica estabelecido que os descendentes de alemães devem sem chamados de “germanodescendentes”; chama-los de alemão passa a ser considerado crime de racismo – inafiançável - a despeito do fato de a raça humana ser uma só;
06 – Igualmente deve ser considerado crime de racismo o uso das expressões “alemaozão”, “alemãozinho”, “alemoa”, “alemoazinha”, “bicho de goiaba”, etc, para se referir aos “germanodescendentes”;
07 - Fica proibido o uso de expressões de cunho pejorativo associadas aos descendentes de alemães. Ex: “Coisa de alemão!”, “Alemão porco….”, “Só podia ser alemão”, ” alemão batata” , “comedor de chucrute”, “português que sabe matemática”, etc;
08 - Fica estabelecido o dia 25 de julho o “Dia Nacional da Consciência Germânica”, com feriado nacional;
09 - Fica estabelecido o dia 25 de novembro o “Dia Nacional do Orgulho Alemão”, com feriado nacional , mesmo que não se possa chamar alemão de alemão;
10 - Fica criada a Subsecretaria Especial de Políticas para Promoção da Igualdade Alemã, subordinada à Secretaria Especial de Políticas para Promoção da Igualdade Racial;
11 - Fica estabelecido o prazo de 2 anos para a Subsecretaria Especial de Políticas para Promoção da Igualdade Alemã virar Ministério dos Alemães, juntando-se aos outros 38 ministérios brasileiros, mesmo que não possa chamar alemão de alemão;
12 - Fica proibida qualquer atitude de segregação aos descendentes de alemães, as quais os caracterizem com inferiores a outros seres humanos;
13 - Fica restrita ao governo brasileiro a pressuposição de que os “germanodescendentes” são inferiores, estabelecendo cotas, restrições associativas, nominativas e sanções para as mesmas;
14 - Passa a ser crime de “germanofobia” qualquer agressão deliberada contra um descendente de alemães.
15 - Toda criança que usar a expressão “alemão batata come queijo com barata” estará cometendo Bullying e deve ser encaminhada para tratamento psicológico.
16 - Em caso de um afrodescendente chamar um “germanodescendente” de “alemão”, este adquire o direito de chamar o afrodescendentes de “negão” sem aplicação das sanções já previstas em lei;
17 - Ficam estabelecidos como Centros Nacionais da Cultura Alemã o bairro Buraco do Raio em Ivoti/RS, a zona central de Blumenau/SC e o pairro “Drei Parrulho” em Santa Cruz do Sul.

PS: Caso italianos, portugueses, espanhóis, sirio-libaneses, japoneses, bolivianos, paraguaios, poloneses e tantos outros também se unificarem em projetos similares, haverá dificuldades para aqueles que fazem questão de ser apenas brasileiros … em conseguir vagas em universidades e direitos especiais.

sara disse...

AH, ANDO TÃÃÃÕ A FAVOR DOS HOMOSSEXUAIS ULTIMAMENTE!!
AO MENOS DIMINUI UM POUCO A FABRICAÇÃO DE IMBECIS AQUI!!!