* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *
"PIMENTORIUM IN ANUS OUTREM REFRESCUS EST"

segunda-feira, janeiro 30, 2012

O instrumento para manutenção da democracia.

No Brasil de hoje, onde o povo não tem consciência da própria força.
Onde a classe política perdeu definitivamente o respeito pelo do povo.
Onde os governantes estao loteando o país, e roubam sem a menor cerimônia.
Onde não se tem ética e muito menos moralidade.
Onde a justiça está ajoelhada diante dos "poderosos".
Onde impera a lei do mais esperto.
Onde o voto não é o verdadeiro instrumento da democracia.

Só enxergo este, como  meio e instrumento para o povo retomar o Brasil das mãos dos bandoleiros, ladrões e bandidos que infestam o poder e fazer deste país uma nação de verdade.
E de resto...
PHODA-SE!!!
........................................



Share/Bookmark

9 comentários:

Anônimo disse...

Também sou da mesma opinião

Ezio/SP

Anônimo disse...

Há tempos tenho essa opinião: somente uma guerra civil para mudar a administração do país. E eles sabem disso, pois lutam pelo desarmamento!

Quem será o primeiro a acertar um balaço na caixa-d'água do Sebentu?

XD

Cachorro Louco disse...

Meu caro Mascate ,você está coberto de razão .Esta é a única maneira de resolvermos a situação deste país .
SE você tem um lindo jardim com belas flores e aparecem pragas o que faz ? Compra um produto químico eficaz e acaba com as pragas .
É isso que tem de ser feito nesse país .Simples e direto
Abraços

Anônimo disse...

MASCATE, não sei se você serviu o Quartel nos seus 18 anos, eu sim, e isso foi nos anos de 77 e 78 quando fiquei no mesmo por quase 15 meses, e olha que naquela época o País estava no regime ou sistema da Ditadura, mas confesso a você e todos que tem suas dúvidas sobre a mesma, foram os melhores anos que o Brasil viveu e se consolidou no crescimento de uma forma geral.
Além de todo o crescimento em todos os segmentos da sociedade, caminhava junto o respeito as instituições e as leis, onde existia em primeiro a obediência aos valores éticos e morais desde o berço, e hoje o que vemos é esta Baderna completa que virou este País desde 2003.
E essa belíssima imagem deste instrumento no post que me traz tanta saudades, pois na época que servi o Exército ela era chamada de Namorada dos Soldado, e que era responsável pela Ordem à tudo e a todos, e como você mesmo coloca no seu post, é o único instrumento capaz de restaurar e devolver este País aos bons tempos e acabar de uma vez por todas com esse regime de Baderna, Avacalhação e Anarquia Geral que só a parte do Povo que pensa com tudo menos com seus neurônios se é que os tem, não estão vendo ou dormiram em berço esplêndido e para acordar só se for em Marte ou no Quinto dos Infernos.
Não esquecendo que esta aí que está na presidência e seus companheiros, foram os mesmo que tentaram implantar o sistema Comunista e Socialista lá nos anos de 64 e graças aos Militares honrosos da época que impediram, mas infelizmente em 2003 graças ao Brasileiros que perderam a vergonha na cara e a auto estima estamos revivendo uma nova tentativa dos mesmos que voltaram à tona.

Ajuricaba disse...

Belo instrumento de democratizaação deçepaíz

Anônimo disse...

Vinde de volta ao povo militarismo.
Dos males o menor.

Anônimo disse...

A mulher, o bebê e o intelectual

Luiz Felipe Pondé, Folha de SP

As pessoas não gostam de vagabundos, ladrões e drogados travestidos de revolucionários

Os comunistas mataram muito mais gente no século 20 do que o nazismo, o que é óbvio para qualquer pessoa minimamente alfabetizada em história contemporânea.

Mas voltemos ao fato histórico sobre o qual os intelectuais de esquerda mentem: os comunistas (Stálin, Lênin, Trótski, Mao Tse-tung, Pol Pot e caterva) mataram mais do que Hitler e em nome das mesmas coisas que nossos intelectuais/políticos radicais de esquerda hoje pregam.

Caro leitor, peço licença para pedir a você que leia com atenção o trecho abaixo e depois explico o que é. Peço principalmente para as meninas que respirem fundo.

"(...) um novo interrogador, um que eu não tinha visto antes, descia a alameda das árvores segurando uma faca longa e afiada. Eu não conseguia ouvir suas palavras, mas ele falava com uma mulher grávida e ela respondia pra ele. O que aconteceu em seguida me dá náuseas só em pensar. (...): Ele tira as roupas dela, abre seu estômago, e arranca o bebê. Eu fugi, mas era impossível escapar do som de sua agonia, os gritos que lentamente deram lugar a gemidos e depois caíram no piedoso silêncio da morte. O assassino passou por mim calmamente segurando o feto pelo pescoço. Quando ele chegou à prisão, (...), amarrou um cordão ao redor do feto e o pendurou junto com outros, que estavam secos e negros e encolhidos."

Este trecho é citado pelo psiquiatra inglês Theodore Dalrymple em seu livro "Anything Goes - The Death of Honesty", Londres, Monday Books, 2011. Trata-se de um relato contido na coletânea organizada pelo "scholar" Paul Hollander, "From Gulag to the Killing Fields", que trata dos massacres cometidos pela esquerda na União Soviética, Leste Europeu, China, Vietnã, Camboja (este relato citado está na parte dedicada a este país), Cuba e Etiópia.

Dalrymple devia ser leitura obrigatória para todo mundo que tem um professor ou segue um guru de esquerda que fala como o mundo é mau e que devemos transformá-lo a todo custo. Ou que a sociedade devia ser "gerida" por filósofos e cientistas sociais.

Pol Pot, o assassino de esquerda e líder responsável por este interrogador descrito no trecho ao lado, estudou na França com filósofos e cientistas sociais (que fizeram sua cabeça) antes de fazer sua revolução, e provavelmente tinha como professor um desses intelectuais (do tipo Alain Badiou e Slavoj Zizek) que tomam vinho chique num ambiente burguês seguro, mas que falam para seus alunos e seguidores que devem "mudar o mundo".

De início, se mostram amantes da "democracia e da liberdade", mas logo, quando podem, revelam que sua democracia ("real", como dizem) não passa de matar quem não concorda com eles ou destruir toda oposição a sua utopia. O século 20 é a prova cabal deste fato.

Escondem isso dos jovens a fim de não ter que enfrentar sua ascendência histórica criminosa, como qualquer idiota nazista careca racista tem que enfrentar seu parentesco com Auschwitz.

Proponho uma "comissão da verdade" para todas as escolas e universidades (trata-se apenas de uma ironia de minha parte), onde se mente dizendo que Stálin foi um louco raro na horda de revolucionários da esquerda no século 20. Não, ele foi a regra.

Com a crise do euro e a Primavera Árabe, o "coro das utopias" está de volta.

Na íntegra em: http://rodrigoconstantino.blogspot.com/2012/01/mulher-o-bebe-e-o-intelectual.html?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+blogspot%2FiFOFp+%28Rodrigo+Constantino%29

Anônimo disse...

A TV Cultura também descobriu o filão: a defesa e glorificação desta comunalha asquerosa (eu já fui um deles, sei do que falo). Carlos Marighela, o poético e terno companheiro de Clara Charf, esta doce e meiga vovozinha, escreveu um Manual do Guerrilheiro Urbano em que defende abertamente o 'terrorismo revolucionário'. Quem acredita que Clara defende a liberdade e os nobres ideais de justiça, deve primeiro ler o que seu marido, o terrorista Carlos Marighela, escreveu aqui:

http://www.marxists.org/portugues/marighella/1969/manual/index.htm

Mirian Macedo - QUINTA-FEIRA, 22 DE DEZEMBRO DE 2011

http://blogdemirianmacedo.blogspot.com/2011/12/vovo-metralha.html

DOC. 8 – DE 2012

LEIAM A VERDADE

Domaneskovisky disse...

Mascate ,
quero uma destas também.
phoda-se