* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *
"PIMENTORIUM IN ANUS OUTREM REFRESCUS EST"

sábado, março 27, 2010

Finalmente acabou...será?

Enfim terminou o julgamento, foi feita a justiça.

O casal de assassinos deveria ser jogado em uma masmorra e esquecido por lá até o final dos tempos. 31 anos para um pai que mata um filho é pouco, mas as leis do Brasil são brandas demais, mesmo assim a sede de justiça do povaréu foi saciada.
Uma semana inteira de julgamento, debates, provas, confrontos, defesas e acusações, tudo ao melhor estilo de um tribunal popular. Imprensa em cima do assunto 25 horas por dia, milhares de horas de transmissões ao vivo, entrevistas com os mais variados especialistas em direito, e com os mais variados tipos de estúpidos e curiosos, tudo muito bem montado e dirigido para deleite dos urubus Tupiniquins.
E na porta do fórum.....
Na porta do fórum a turba de Merdylleynes e Bostonaldos, em busca de "rustissa" gritos, palavrões, xingamentos, uns crucificados, outros idiotas exibidos, e os bobos da corte de sempre, o povo gado que abaixa a cabeça e segue o rebanho, gente que chegou a dormir na calçada para assistir ao espetáculo do ano. Chegaram até agredir ao advogado de defesa do casal, o melhor do comportamento Tupiniquim.
O casal já estava condenado de véspera, a mídia ajudou muito nessa condenação, a opinião pública foi conduzida de acordo com os interesses da imprensa, criaram uma legião de indignados em busca de "rustissa". É certo que o crime existiu, assim como tantos outros semelhantes ocorridos na mesma época que não tiveram tanta repercussão.
Crimes ocorrem diariamente, mães e pais matam filhos das mais variadas formas e pelos mais absurdos motivos, mas...porque não tem a mesma atenção e reação do povo? Simples, se a mídia não acompanha, o povo não se mobiliza, ou seja, a indignação virou capitulo de novela mundo cão, os espectadores sentem que podem fazer parte da trama e se mobilizam em busca de alguns momentos de exibição em rede nacional, ou ao menos para colocarem no currículo da medíocre vida que levam o fato de terem estado por lá. Alguns certamente irão colocar as imagens da manifestação no "Iorgute" para depois postarem os comentários mambemebes e sem noção que conhecemos.
Um circo se formou diante do tribunal, as famílias enlutadas de ambos os lados sofrendo e sendo objeto de atenção e curiosidade do povaréu. Isso não é solidariedade com a família da menina, isso é sadismo, as pessoas se fazem de solidárias apenas para participar do momento, para entrar na onda, ou por mórbida curiosidade. Uma vez que acaba, cada um volta para sua rotina e insignificância, e em uma semana ninguém mais vai lembrar dos Nardoni, nem da Isabella. A não ser os familiares deles.
O juíz pronunciou a sentença em rede nacional com áudio aberto para o povaréu que se aglomerava diante do fórum.
Condenados!!!!
31 anos para o pai e 26 para a madrasta!!!
Aí começa o samba dos sem noção, as pessoas dançando e comemorando como se fosse um jogo de copa do mundo, a seleção brasileira (a justiça) goleou a seleção Argentina, (os Nardoni ), festa, fogos, regojizo, felicidade...Mas como alguém pode ficar feliz diante de uma situação como essa?
Como alguém minimamente equilibrado pode festejar um absurdo desses?
A família da menina não está feliz, podem sentir-se aliviados e justiçados, mas duvido que estejam felizes. E as famílias do réus, tristeza e vergonha, destruição e dois filhos que ficaram sem pais....Mas para as Merdylleynes e os Bostonaldos, a "rustissa" foi feita e vamô cumemorá!!!
Vamú dançá na frente da câmera de TV falando no celulá, conversando com a cumadre e se sentindo famosa..
E amanhã retornam à mediocridade e pobreza de espírito de suas vidas, voltam à sentar-se em cima do rabo à espera de algum outro espetáculo, alguma outra tragédia que se abata contra alguém ou outra família, para poderem ter assunto nas rodinhas de fofocas nos salões e botecos da periferia, para terem um pouco de emoção e saciedade na morbidez que os leva adiante.
Esse é o retrato de um país de gente sem ética, sem moral, e sem cultura, que se deixa levar pelo interesse da mídia, que condena antes de julgar, que quer "rustissa" com as "pópria mão" e vive de comemorar a tragédia humana à espera do próximo paredão do BBB.
E agora a curiosidade irá se voltar para diante da casa da mãe da menina, vai virar ponto turístico dos zémanés que certamente irão dar plantão na porta à espera de que a mãe apareça para dar um "tchauzinho". E a imprensa de plantão vai começar a atormentar os vizinhos, entrevistar do bêbado do bairro até aos cachorros de rua, tudo em nome da informação e da AUDIÊNCIA. E como de costume, terá algum Tupiniquim que sabe de alguma estória da família para contar. ARGH!!!
E na segunda feira, 29 dia em que fará dois anos do assassinato da menina, o cemitério onde ela está enterrada certamente vai virar local de peregrinação. A imprensa de plantão (sempre a imprensa) e o povaréu sem noção em visita ao túmulo da criança.
"Não digo nada se em breve não começarem a aparecer milagres atribuidos à menina."
E a família não poderá ir prestar suas homenagens e orações em paz no local por conta do acúmulo de curiosos.
É esperar para ver outro circo se formar.

Enquanto escrevo este texto, minha TV está ligada e ouço os jornaleiros ainda explorando e requentando o caso....
Que triste para o Brasil, que triste para a humanidade.

Share/Bookmark

Um comentário:

Beto Siqueira disse...

O circo já está sendo armado no cemitério.
E hoje já teve função diante da casa da mãe da Isabella.
Pixaram os muros da casa dos pais do Alexandre, e a palhaçada continua.