* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *
"PIMENTORIUM IN ANUS OUTREM REFRESCUS EST"

quarta-feira, maio 18, 2016

Filme Aquarius. Protesto ou marqueting?

Ontem o noticiário Tupiniquim foi brindado com esta imagem.
Durante o tradicional festival de cinema em Cannes.
Para quem não sabe, Cannes é uma cidade do sul da França à beira mar do mediterrâneo na região da Côte D'azur. Chic pra caraleo!!!
Bem, durante o festival de cinema, vimos um punhado de vira latas vermelhos fazerem aquilo que sabem, usaram o festival para protestar contra o impeachment da Jumenta.
Um dos "artistas" usava por baixo do terno alugado uma camiseta com a imagem da defenestrada presidentE, vai ter complexo de vira latas assim na potaqueopareu!!
Mais uma vergonha internacional que o Bananal Tupiniquim é exposto em nome da ideologia vagabunda da esquerda festiva e burra. Lembam da Letícia Safadella tentando angariar a simpatia do Papa? Então...
O processo de impixá da Dentuça foi legal, as instituições estão funcionando, não temos um ditador no poder e nem os militares nas ruas, então golpe é o caraleo, meu nome é Zé Pequeno...Ops...me empolguei.
Fazer protesto em Cannes é o máximo da idiotia ideológica, a imensa maioria dos mortais desdentados de Banânia, principalmente aqueles que estão se phodendo pelo desemprego, inflação e paradeira econômica, leia-se, pobres, jamais terão ideia do que é um Cannes, quanto mais perceberem a "força" desse inútil e burro protesto.
Na minha opinião, esse filme Aquarius que pegou grana, parece que foram quase TRÊS milhetas do Ministério da Cultura para acontecer, usou esse protesto para alavancar seu lançamento em Terra Brasilis, jogada de marqueting oportunista e safado contando com a curiosidade do povo sem noção para fazer bilheteria. 
E acredito que por pior que seja o filme ele vai dar público, ao menos dos idiotas uteis da esquerda que irão aderir ao movimento contra o golpe acreditando que são revolucionários ao melhor estilo Che Quérvara.
O governo interino de Michel, o Temeroso, nem bem começou e os PTralhas e sua matilha já começaram a ver e a enxergar os problemas que o país tem e jamais apareceram nas propagandas do PT. 
É só ficar do outro lado para começarem a enxergar as mazelas do pais..MILAGRE!!! MILAGRE!!! Gritarão os mais céticos.
Bem, o MIMIMI do momento é o fim do ministério da cultura MinC e sua aderência ao ministério da educação, o MEC. 
O ministério da educação e cultura foi criado no governo do Getúlio Vargas em novembro de 1930, não vou discorrer sobre as atribuições do ministério senão vamos passar umas duas horas, eu escrevendo e vcs lendo. Procurem na porra do GUGOU.
Em 1985 desmembraram o MEC e criaram o MinC, um orgão para cuidar da cultura, patrimônio histórico e arqueológico, artístico e cultural da pocilga.
Em 1999 o ministério passou a incentivar e patrocinar projetos culturais, principalmente teatro e cinema. 
Logo onde...A esquerdalha está na alma do teatro e do cinema. E na cabeça deles o estado tem que patrocinar seus projetos e sustentar o ofício. 
Afinal, esquerdalha que se preze tem que viver agarrado nas tetas do governo.
Chic Buarque e os outros dois idiotas baianos só chegaram onde chegaram por conta dos governos militares, eles ficaram pregando La Revolución por duas décadas e com isso fizeram nome e hoje ainda tem gente que consome essa turminha que vive na ponte aérea Paris Rio e nunca fizeram show gratuito para o povo CÚbano.
Lembram da EMBRAFILME? Aquela estatal criada nos anos 1970 para financiar o cinema nacional? 
Pois é, à época o Brasil produzia até cem filmes por ano. Claro que super duvidosos, péssimos em qualidade, e pornochanchadas, só que muito "cineasta" ficou rico pegando grana pública para fazer merda com nome de cultura. Uma Rouanet da época.
Em 1991 foi criada a lei Rouanet que serviu para que tanto empresas privadas quanto pessoas físicas financiassem projetos culturais com descontos entre 4 e 6% no imposto de renda. Essa é uma visão simplista para dar ideia do funcionamento da lei.
A Rouanet alavancou as artes no país, porém criou uma legião de dependentes que não fazem porra nenhuma em projeto cultural que não seja com grana alheia.  O duro é ver que alguns apadrinhados ou baba ovos dos governantes, principalmente em era PTista foram agraciados com milhões em recursos para seus projetos em troca da fidelidade canina ao governo. E é justamente aí que vemos uma legião de atores, cineastas e cantores berrando que o impixá é golpe.  A ideologia do bolso.
Sei que viver de cultura no Brasil não é fácil, principalmente num país que a imensa maioria da população acredita que novela e futebol é cultura e jamais pisaram em um museu, a situação é crítica.
Museus fechando aos montes, salas de cinema desaparecendo pelo país e a turminha da "curtura" preocupada com o golpe. Sei...
A lei Rouanet não é tão ruim, acontece que projetos bancados pela renúncia fiscal do governo deveriam ter bilheteria social ou de graça, uma vez que o artista beneficiário não vai ter que devolver a grana que pegou. Só que a maioria dos artistas pegam a grana da Rouanet e cobram ingressos irreais para seus shows. Um contra senso ridículo, esfolam o povo duas vezes. Isso precisa ser revisto com urgência.
Outra situação bizarra é ver a PTroubras quebrada nas mãos dos PTralhas e nenhum desses zelosos e conscientes artistas berrou contra a quebradeira da empresa, nenhum deles levantou plaquinhas em eventos internacionais com a intenção de demonstrar que o governo estava arrasando com a estatal. E para quem acompanha a cultura no Brasil sabe que NOVE entre DEZ filmes eram financiados pela PTroubrás. 
Hipócritas do caraleo!!!
Sobre o filme Aquarius o certo seria os que se indignaram com esse protesto mambembe boicotarem a exibição. 
A população e as redes sociais da direita e dos que não acreditam nessa turma vermelha deveriam trabalhar incansavelmente para boicotar esse filme e transforma-lo em um retumbante fracasso de bilheteria como forma de mostrar que política e artes não deveriam se misturar. Assim  como foi aquela merda que contava a vida do Seboso, nem com ingressos "di grátis" deu público e já caiu no esquecimento. GRAÇAS A DEUS!!!
Mas no país dos pobres de espírito, artista e professor TEM a obrigação de ser de esquerda para mostrar que é descolado e está ao lado do povo. Uma babaquice sem precedentes. Esse povo parou nos anos 70.

E PHOD@-SE
.........................


Share/Bookmark

5 comentários:

Anônimo disse...

Sou músico há 24 anos e nunca recebi um centavo de governo ou partido para bancar CD ou Shows. Para não ser hipócrita uma vez consegui que a lei runae (sei lá como se escreve) patrocina-se 60% de um CD de uma cantora que acompanhava mas não passou por eles, deram mil e uma desculpa e não deram o real motivo. Então tivemos que bancar o CD e depois disso desacreditei totalmente nesse tal ministério da cultura isso porque quem botou pilha para ir atrás deles foi um amigo meu petista que falava que o "Governo do Povo" era o maior particionador cultural que já apareceu no país. Até hoje não sei porque se o estilo da cantora não era nenhum que estava na moda, ou porque ela não era famosa ou porque não era petista! Nunca ouvi falar de alguém desconhecido tenha conseguido algum dinheiro para financiar projeto cultural desse ex-ministério.

Anônimo disse...

Esse bando de parasitas nunca ganharam um prêmio descente.

Aproveito também para falar dos outros parasitas que estão queimando pneus em estradas, sou contra que use de violência contra eles,
más a favor que não permita de hipótese alguma que essa minoria vermelha pare as vias públicas e que o governo use com rigor método não violento como bala de borracha,sprei de pimenta, cassetete de borracha, choque elétrico e etc.

Anônimo disse...

mais um filme nacional que eu não pretendo ver.

Anônimo disse...

É,Mascate,esses artistas devem ter feito uma auto-análise e sentiram que são tão incompetentes que com a sua arte e sem o dinheiro do povo que o Governo Dilma lhes deu,vão ter que vender sanduíche à beira da praia.Nada contra quem vende sanduíche,até pelo contrário.O problema é que quem não tem competência não se estabelece.E muitos artistas,quando não estão na "geladeira",estão fora da telinha.E para voltarem,só Deus!Por isso estão apelando para o que chamam de "golpe" contra o seu bolso ou bolsa.

Anônimo disse...

my friend, os babacas da crasse artística estão com receio de ter que enfrentar a reação das pessoas em lugares públicos. Estão com medinho de ir ao restaurante e levar uma vaia monstro.