* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *
"PIMENTORIUM IN ANUS OUTREM REFRESCUS EST"

quarta-feira, fevereiro 12, 2014

Cinegrafistas fazem protesto. Hipocrisia pouca é bobagem.

Todos vimos na mídia os protestos em solidariedade a Santiago Andrade.
Cinegrafistas e repórteres fotográficos de todos os veículos de comunicação fizeram uma manifestação contra as agressões sofridas e pela morte do colega.
Bem meus caros, hipocrisia galopante é o nome disso, a imprensa está desde Julho de 2013 fazendo o trabalho sujo em desmoralizar a polícia militar, em TODOS os jornais da TV e na mídia impressa o que vemos são centenas de imagens manipuladas da "truculência" e "despreparo" da polícia. 
Raras as imagens que mostram os abusos cometidos pelos vagabundos de máscara preta contra a oprimida e acusada PM.
Chega a ser irritante assistir a um tele jornal após qualquer manifestação, é tempo integral  a pancadaria ideológica contra a PM, sem contar os comentários dos "sabe tudo" que opinam e sempre tem uma saída para o caos.
A Morte de Santiago Andrade foi a mordida que as cobras criadas pela imprensa sem vergonha deram nas mãos que os alimentam. Em todo conflito existem abusos por ambos os lados, só que a imprensa  engrandeceu os Black Bostas, aqui na pocilga é comum vermos a rotulação  de tudo, jogadores de futebol ganham os idiotas e ufanistas apelidos como, "brocador" "imperador" "fenômeno" etc. Manifestantes viraram Black Blocs, se a imprensa em vez de dar audiência e começasse a chamar essa cambada de vândalos o movimento esvaziaria e ficaria restrito apenas aos manipulados e cérebro lavados PTralhas e serviçais dos seus satélites.
A hipocrisia anda a céu aberto na Pocilga, só que como dizia minha saudosa avó.."Quando a água bate na bunda todo mundo aprende a nadar". E é o que vemos hoje nas manifestações dos profissionais de imprensa, a água bateu na bunda da turma e eles começaram a perceber que poderão se afogar, então em vez de começarem a nadar preferem fazer política de falsa indignação. Se lá atrás tivessem peitado os robos vermelhos das redações do jornais e tivessem feito o trabalho isento de informar a situação não teria chegado ao ponto que chegou. A imprensa ajudou a matar Santiago, passaram pano em tempo integral na bandalheira promovida pela cambada de vândalos, agora não adianta chorar, chegou a hora de mostrar a verdade nas manifestações e se os PMs cometerem abusos tem que ser trazido à público, mas quando a bandalheira e os abusos ocorrem pelos "românticos" Black Bostas também tem que ser exposto para a sociedade. Chega de hipocrisia e de instrumentalização dos meios de comunicação, sob pena de lá na frente outros profissionais de imprensa morrerem nas mãos dos tarados ideológicos e a opinião pública nem se importar.
Estão manipulando a notícia a ponto de um jornaleiro ter afirmado que VIU o artefato sendo jogado pela polícia, e agora, com os verdadeiros autores presos, ninguém da imprensa ou dos sindicatos da categoria cobraram responsabilidades pela manipulação da notícia. 
Se for para ter uma imprensa tão vagabunda neste país acabo ficando a favor do fim da liberdade dela. Afinal, essa liberdade está servindo apenas aos interesses da ideologia que está no poder. Se for para continuar falando merda que se cale a imprensa. A imparcialidade da notícia é a força da liberdade de imprensa, quando a notícia tem que ser manipulada para agradar a determinados grupos a liberdade de, e da imprensa, já era....
Fazer movimentos e protestos depois do colega morto é hipocrisia, deveriam ter pensado nisso quando perceberam que a situação estava fora do controle por culpa da própria imprensa.
E quando um jornalista se machuca ou morre, é apenas o resultado da guerra em que vivemos, deixaram a baderna se instalar então aguentem o tranco sem reclamar. Parcela da culpa por esse estado de coisas é de vocês!!!!

E PHOD@-SE!!!
..............................


Share/Bookmark

6 comentários:

Jaba disse...

Olá Mascate,
Na segunda ouvi uma entrevista de um cara que se apresentou como presidente de uma associação de jornalistas ou algo parecido, dizendo que o crime tinha que ser apurado, não poderia cair no esquecimento ou virar mera estatística, que a justiça tinha que ser feita, entre outras indignações.
Concordo com ele, desde que a mesma imprensa também se indignasse e se preocupasse em desvendar tantos outros crimes que ocorrem diariamente, como ora faz com um dos seus, e deixasse de ser parcial na proteção dos anseios idiotas dos vagabundos e desocupados, vazios de educação e cultura.
Esta mesma imprensa, como dizes, cai de pau na Polícia quando revida os atos criminosos.
Agora pouco, e segundo o noticiário televisivo, o vagabundo preso na Bahia teria dito que o rojão contava com endereço certo: a Polícia...
Aí a coisa fica feia, e a tendência é que fique ainda pior. A inversão de princípios e valores já ultrapassou todos os limites que se vê no comportamento dos hipócritas e no dos que não tem caráter.
Parabéns pelas linhas.
Abs.,
Flávio

Marcos Crespo disse...

Se esses sindicatos vagabundos se preocupassem com a segurança dos seus profissionais e cobrassem capacetes e coletes dos empregadores, o cinegrafista da Band estaria vivo e contando histórias. Ao invés disso preferem cobrar "justiça", ora, ele não era melhor do que ninguém, estava despreparado para exercer suas funções, pois estava no meio de uma guerra, será que achava que era invulnerável? Ou por ser jornalista talvez pensasse que as balas desviariam antes de chegar nele? Inacreditável! Vou dizer o que acho: Violência é não ter médicos nos hospitais públicos. É não ter vacinas para toda população. É gastar bilhões em estádios de futebol. É ver o nosso prefeito aumentando as passagens de ônibus, quando os analistas do TCMRJ concluíram que a passagem devia diminuir, para R$2,50. Violência é o governador passear de helicóptero mesmo contrariando o próprio decreto que proíbe passeios com a aeronave. E muito mais.

O Libertário disse...

E agora pegaram essa mania de aplaudir tudo. Até há pouco era desfilar de branco com o desenho de uma pomba no peito, "Sou da Paz". Mas cortar o fluxo financeiro dos traficantes deixando de fumar maconha e de cheirar cocaína, isso não. Desfilar soltando bexiga branca pelo primeiro ano do incêndio na boate Kiss e no mesmo ato uma entrevistada declarar que mesmo tomando conhecimento de que, outras boates oferecem riscos semelhantes, continuará frequentando "com certeza!", vai evitar novas tragédias. Soltar bexigas rosas e não exigir nem tomar atitudes preservativas vai, por certo, intimidar ou sensibilizar o câncer de mama. Vivemos a era da idiotia.

Anônimo disse...

Muito bom o texto. O pior de tudo é isso mesmo, os jornalistas os chamando de black blocks, vangloriando os bostas. marginais é o que são sem falar no que há por tras disso tudo, quero que descubram, para mim há o PT.

Anônimo disse...

Segundo a Sininho Carniceira,o sindicato dos jornalistas do Rio(psol) e o Marcos Crespo a culpa é da vítima que estava numa "guerra"sem os apetrechos necessários,na verdade dizem que estão numa guerra mas quem tem o direito de bater e matar e quebrar é só eles.Vamos ver se a partir de agora a imprensa seja mais responsável e dêem os nomes aos bois.

Anônimo disse...

Frase de um jornalista. " Copa no Brasil é uma desgraça, mas é legítima",aproveito e acrescento, é irresponsável e insana, num país que se vê a Presidenta todo dia na televisão, recebendo inclusive criminosos que agrediram os PMs no DF, mas nunca inaugurando um hospital padrão FIFA, uma escola também padrão FIFA, uma penitenciária moderna, uma rodovia, uma ferrovia, um metrô, um porto, uma empresa agrícola, mas apenas viajando para Havana, Lisboa, Roma etc, sem trazer um único benefício para os brasileiros.Acredito que realmente teremos a copa, a um custo de R$ 50 bilhões, onde os pobres e miseráveis que ajudarão a pagar os estádios padrão FIFA, vão assistir os jogos, de maneira desconfortável na sarjeta de um bar qualquer.