* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *
"PIMENTORIUM IN ANUS OUTREM REFRESCUS EST"

sexta-feira, junho 21, 2013

Saques pelo Brasil!!!!

Não entendo a surpresa ou as reações de revolta de muita gente contra os "manifestantes" que saqueiam lojas.
Oras!!!
Eles são apenas o reflexo do que veem no congresso nacional.
Os políticos nos saqueiam dia e noite sem a menor cerimônia.
Um dia o povo aprende...porra!!

E PHOD@-SE!!! 
.........................

Share/Bookmark

9 comentários:

Anônimo disse...

O afastamento dos grupos comunistas dos protestos que varrem o Brasil só confirma o que adverti desde o início. O movimento foi deflagrado pelos tais movimentos sociais manipulados pelo PT de Lula e seus sequazes.
Agora nesta madrugada uma matéria em tom de lamentação publicada no site de O Globo revela que os militantes do denominado Movimento Passe Livre saíram do movimento alegando que a pauta de reivindicações teria sido alterada com a dominação de grupos que qualificam de "conservadores".
Informa O Globo que Grupos que se organizaram pela internet, como Revoltados Online e Pátria Minha, afirmaram que os protestos vão continuar, agora focados na queda da PEC 37 e em pautas contra a corrupção. O mote do MPL “vem para a rua, vem contra o aumento” mudou para “vem pra rua, vem contra o governo”, mas sem os integrantes do Passe Livre.

Anônimo disse...

"A aplicação do velho lema que aconselha adesão ao inimigo que não se pode vencer é o que se evidenciou na convocação da militância petista às ruas feita - e depois negada - pelo presidente do PT, Rui Falcão.

Ousado, foi o primeiro partido a tentar marcar presença nos protestos a despeito do repúdio dos participantes a quaisquer conotações partidárias. "Não temos medo das ruas", disse Falcão.

As ruas, no entanto, não receberam bem essa tentativa do PT de posar de estilingue para se desviar das pedras atiradas nas vidraças. Não as reais, das depredações cada vez mais difíceis de serem qualificadas como atos isolados devido à constância com que têm ocorrido em praticamente todas as manifestações País afora.

As pedras que o PT quer evitar são as simbólicas, atiradas como expressão do descontentamento geral com serviços mal prestados pelo poder público e o mau comportamento de representantes do poder político.

A estratégia é clara e já estava delineada no discurso da presidente Dilma Rousseff logo após reunião de emergência para tratar dos protestos com o ex-presidente Lula, o marqueteiro João Santana, o presidente do PT e o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, recentemente levado à condição de eminência parda.

Dilma parou de chamar críticas de "terrorismo" e tratou de demonstrar seu apreço à "mensagem direta das ruas", cuja essência, segundo ela, é "o repúdio à corrupção e ao uso indevido de dinheiro público".

Lula convocou para um encontro as centrais sindicais das quais ouviu - e segundo consta anotou - queixas contundentes aos modos da pessoa que conseguiu eleger convencendo a maioria de que seria a mais preparada para governar o Brasil. Prometeu ajeitar o meio de campo, mas ao que se sabe não defendeu sua criatura.

O partido e o governo fizeram questão de deixar patente a insatisfação com o comportamento do prefeito Fernando Haddad, atribuindo a ele o desgaste por não ter percebido a real dimensão dos movimentos e atuado politicamente no sentido de obter dividendos. Como se qualquer outra autoridade tivesse notado e estivesse preparada para reagir à altura sem prejuízos políticos. Haddad virou o bode expiatório dos companheiros.

Juntem-se esses movimentos e o que se obtém é o desenho de uma manobra na qual o PT é mestre: a transformação do malefício em benefício mediante a manipulação de fatos e falas.

Fez isso diversas vezes ao longo dos últimos dez anos (para não falar da época em que foi oposição na posse da bandeira ética chamada de "udenismo" quando levantada pelos adversários), com destaque para o escândalo do mensalão que conseguiu disfarçar como "defeito do sistema" até o Supremo Tribunal Federal rasgar essa fantasia.

Tentou agora de novo. Em sua nota convocatória, Falcão faz referências à identidade do partido com os "movimentos populares" e diz que a participação do PT impede que a "mídia conservadora" e a "direita" influenciem a pauta das manifestações.

Seria engraçado não fosse mais um exemplo da desfaçatez de um partido que governa o Brasil há dez anos e agora tenta capitalizar insatisfações que ele mesmo transformou em panela de pressão ao obstruir todos os canais de expressão do contraditório mediante o uso abusivo dos instrumentos de poder.

A julgar pela reação das tão queridas ruas, a manipulação encontrou um limite e o velho truque envelheceu.

Que dúvida... O mundo político insiste em dizer que desconhece as causas dos protestos. Recorrendo ao de Nelson Rodrigues: se quem protesta não sabe exatamente no que bate, seus alvos sabem perfeitamente por que apanham."
DORA KRAMER

Anônimo disse...

Sabem por que Dilma não está desesperada a ponto de precisar fazer um pronunciamento na TV em rede nacional ?
Abaixo as razões:
“O que a massa sente e imagina não conta. O que conta é: quem comanda? Quem planejou? Quem subsidia? Qual a estratégia geral em que se insere o movimento? A massa, se surgir de dentro dela uma liderança antagônica aos organizadores iniciais, pode, é claro, mudar o curso das coisas, mas cadê essa liderança? Como ela não existe, os anticomunistas que participam dos protestos são a massa de idiotas úteis mais solícita que já existiu.”
(Olavo de Carvalho)

Anônimo disse...

Desde que eclodiram essas manifestações ficou demostrado pelo bloguista Aluizio Amorim e outros jornalistas, que o movimento foi deflagrado pelo PT, por meio do Movimento Passe Livre. Mas quando o MPL anunciou sua retirada dos protestos alegando que as manifestações estariam dominadas por “conservadores”.
Isto aconteceu depois que o PT e seus satélites como PSOL, PSTU, PCdoB saíram da toca com suas bandeiras vermelhas e foram repelidos em meio às manifestações não só em São Paulo, como em diversos pontos do país.
Depois que a tal Vivian do MPL, tornada celebridade pela Rede Globo, anunciou que o próximo passo seria acabar com os latifúndios rural e urbano, parece que as coisas começaram a ficar claras, pelo menos para as pessoas com razoável nível de informação. A pauta nitidamente comunista ficou evidenciada.
Entretanto, como Olavo de Carvalho e muitos outros alertaram, desde o início da anarquia o que realmente soava surrealístico era o fato de que pessoas que nunca se perfilaram em torno do esquerdismo pudessem estar de mãos dadas com eles.
Pois bem. A saída do grupo esquerdista do movimento tem um significado importantíssimo. Seria mais ou menos assim: tudo o que acontecer de agora em diante será debitado na conta daqueles a quem os comunistas acusam de “conservadores”.
E a coisa funciona da seguinte forma: se todos aceitassem as bandeiras vermelhas comunistas nos protestos, o PT faturava politicamente afirmando que o povo estava do seu lado apoiando o projeto de reforma política que vem sendo coordenado pelo Lula e que não passa de um ardil diabólico para jogar a pá de cal sobre as instituições democráticas. Esse ovo da serpente que vem sendo chocado por Lula prevê a convocação de uma Assembléia Constituinte Exclusiva para votar a tal reforma política. Como aconteceu na Venezuela, Bolívia, Equador e similares. A constituinte seria, evidentemente, dominada pelo PT através dos movimentos sociais como o Passe Livre, MST, CUT e correlatos.
Como a jogada não deu certo pela reação de repúdio ao PT e demais partidos e movimentos comunistas, o MPL partiu ontem para a segunda alternativa, ou seja, abandonar o movimento para fazer crer que tudo o que acontecer daqui para frente deve der debitado à conta daqueles a quem acusa de “conservadores”, “fascistas”, “neoliberais”, e coisas do gênero, ou seja, qualquer pessoa que se contrapõe ao governo petista.
E prestem a atenção. E não será surpresa nenhuma se uma gente esquisita com o rosto coberto por máscaras continuar a promover o vandalismo, saques e arrastões nos próximos atos de protesto. Eles são os velhos conhecidos agentes de agitação e confusão do esquema comunista.
(fonte: Aluizio Amorim)

Anônimo disse...

Mascate,
Reparem a tranquilidade da cúpula petista com a situação atual, isto porque o plano B do PT entrou em ação !
Agora o plano deles é jogar a conta pelo CAOS à oposição daqui pra frente com a saída estratégica do MPL.
Fiquem alertas !!!!
Eles querem fazer a reforma política, o objetivo é esse desde o início.
Eles irão decretar o estado de sítio e convocar uma nova constituinte sob batuta do PT com a asituação de caos.
Repare que Dirceu já está dizendo na Folha de SP que a direita está querendo acabar com a democracia com um golpe dos militares, isso tem uma lógica.
Apesar de alguns erros iniciais, eles agora estão partido pra tudo ou nada !
Não é à toa que Dilma tem demonstrado tranquilidade nas últimas horas, o plano B entrou em ação.
Carvalho já avisou, o BICHO VAI PEGAR !

Musta disse...

Será que ficaremos sem a sonhada Copa do Mundo e os gols do nosso menino-de-ouro Neymar???

Tomará!!!!!!! A pátria de chuteiras tá dando um chute na bunda dos safados.

Anônimo disse...

VANDALOS SÃO PETISTAS INRRUSTIDOS

Anônimo disse...

Caro Mascate. Esperava a seguinte fala da Dilma."Está suspensa a Copa das Confederações, a Copa do Mundo e o jogos Olímpicos do Rio de Janeiro", Fica a partir desta data suspensa toda a verba ou financiamento relativo a esses eventos.Não posso admitir que a pessoa construa nos jardins da casa um estádio, arque com as despesas e assista os jogos pela TV, deixando o lucro com as empreiteiras e a emissora detentora dos direitos de transmissão, e o povo sem escolas, hospitais, delegacias etc.Lula e Dilma não me representam.Abs.

Paulista disse...

Os manifestantes viram vândalos, ou os vândalos já estavam lá, nas ruas onde agora os manifestantes resolveram passar?
Parar as manifestações por que existem vândalos não seria o mesmo que fechar todos os restaurantes peque é neles que os ladrões estão fazendo arrastões?