* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *
"PIMENTORIUM IN ANUS OUTREM REFRESCUS EST"

quarta-feira, maio 08, 2013

Medicos CÙbanos. Escravos do século XXI.

O mundo sabe que a medicina CÙbana só é boa na propaganda socialista vendida a bobinhos esquerdiotas que não sabem ligar lé com cré.
A ilha presídio dos irmãos Castro vive em um estado quase que medieval. Faltam recursos, dinheiro e evolução tecnológica para ter a melhor medicina do universo, segundo os idiotas de plantão.
Agora, para justificar a falência do sistema público de saúde da pocilga, o DESgoverno dos Ratos Vermelhos vai enfiar uma baba de dinheiro no rabo dos irmãos Castro em troca de seis mil escravos, mediocres médicos formados nas renomadas universidades de la revolución.
O sistema socialista criou uma legião de universitários, mas, só esqueceu de criar empregos e condições para esses "profissionais no próprio país, então, genialmente, os irmãos Castro criaram os novos escravos do século XXI. 
Lembrem das cotas aqui na pocilga, teremos uma legião de "doutores" desempregados por ineficiência e incapacidade profissional.
A novidade do neo escravagismo é mais cruel ainda. Mandam os coitados para trabalhar em lugares inóspitos, pobres e sem recursos, bem, até ai nada além do que estão acostumados na moderna CÚba, só que a mão de obra desses profissionais irá custar alguns bilhões aos cofres públicos da pocilga, e nenhum deles irá receber nem 10% do que o governo CÚbano irá levar pelo aluguel dos escravos.
É certo que nessa presepada existe a comum trampolinagem de comissões entre as partes envolvidas, o DESgoverno da pocilga certamente irá meter a mão na grana, assim como os Castro, e quem se phode nessa história serão os médicos sem condições de trabalho e o povo que irá se tratar com profissionais de péssima formação.
A formação dos CÚbanos é tão ruim que a prova para revalidação dos diplomas geralmente reprova 11 em cada 10 CÚbanos.
A situação é tão ruim que o DESgoverno da pocilga ventilou a idéia de acabar com a revalidação, ou simplesmente darem uma "alisada" nas exigências profissionais.
O povo Brasuca é tratado como porcos, gastam bilhões em estádios de futebol, sucateiam a medicina, e para iludir o povão trarão escravos para fazer o trabalho de médicos em locais longinquos.
Bem, a Merdezuela importou alguns deles, dizem que entre médicos, militares e outros trastes CÚbanos, existem mais de 60 mil em terras do finado Hugo Chavez. 
Só que uma boa parte dos médicos que foram enviados a Merdezuela conseguiram fugir para viver no imperialista Estaduzunidus. 
Se a medicina CÚbana fosse realmente boa quanto querem nos fazer acreditar os cretinos de Brasília, o Sebento teria se tratado lá, assim como a Dilmarionett entre outros ratos vermelhos que insistem em se enfiar no Sírio Libanes. Quando Fidel se Phodeu, correram buscar um médico na Espanha. E o bobão do Chavez quis por que quis se tratar em Hafana, deu em cova, sofreu pra caraleo, e acabou morrendo muito antes do que admitiram.
Sem contar a ideologia por trás dessa importação de mão de obra, irão pegar alguns bate paus dos Castro para doutrinar o povão burro, ignorante e pobre que precisa do estado mais do que do ar para respirar. 
Estão começando a CÚbanizar a pocilga. E quando a copa do Mundo acabar, poderá ser tarde demais.
Espero que os conselhos de medicina,  o ministério do trabalho, e o MP, barrem essa idéia de trazer escravos CÚbanos para trabalhar quase de graça na pocilga.

Ahhh!!!
É público e notório o fato de que em CÚba existem centenas de prostitutas que são formadas em medicina.
Bem, se nada der certo, ao menos o povão vai ter mulher diferente para comer em troca de alguns caraminguás.

E parem para pensar, os Castro aliviam mais de seis mil bocas que consomem alimentos na ilha e ainda recebem uma baita grana para isso.

Estamos Phudidos. Mas, quem sabe seremos EXA?

E PHOD@-SE!!!
.............................

Share/Bookmark

7 comentários:

Anônimo disse...

Aos que apóiam a iniciativa, sugiro informar-se:

“Não vamos permitir que o Brasil importe médicos cubanos para trabalharem feito escravos, como ocorre na Venezuela.
O mundo inteiro sabe que Cuba exporta escravos para trabalhar em outros países. O esquema é simples. O profissional recebe um salário de fome no país onde trabalha, enquanto o governo paga a diferença diretamente aos Castro. É o que acontece na Venezuela. É o que vai acontecer no Brasil, se importarmos médicos cubanos. Cuba não faz caridade. Cuba é o mais capitalista dos países na hora de usar seres humanos como escravos para suprir os seus problemas de caixa.

O governo cubano cobra U$ 11,4 mil por mês por médico cedido ao governo chavista. No entanto, estes médicos recebem apenas U$ 230 mensais na Venezuela, mais uma ajuda de U$ 46 dólares para a família, paga diretamente em Cuba. São 45 mil médicos que geram uma receita anual para a ditadura dos Castro de cerca de U$ 4,5 bilhões por ano. Se fosse no Brasil, ao dólar de hoje, cada médico cubano custaria R$ 23 mil mensais, mas ficaria com o equivalente a um salário mínimo por mês.

Pois os governos do Brasil e de Cuba, com o apoio da Organização Pan-Americana da Saúde, estão acertando a vinda de 6.000 médicos cubanos para trabalharem nas regiões brasileiras mais carentes. Os detalhes estão em negociação. Os ministros das Relações Exteriores, Antonio Patriota, e o cubano Bruno Eduardo Rodríguez Parrilla, anunciaram nesta segunda-feira (6) a parceria. O diabo está nos detalhes. É inadmissível que estes médicos, se autorizados, não recebam aqui o mesmo valor pago aos médicos brasileiros. E diretamente a eles.

Se não for assim, o Brasil estará importando e utilizando mão de obra escrava, o que é um crime que, com toda a certeza, o nosso diligente Ministério Público Federal jamais permitirá. Nem a turma do Sakamoto vai deixar, não é mesmo? Se existe tanta fiscalização sobre as condições análogas à escravidão supostamente existentes em algumas fazendas e fábricas, não é possivel que a Secretaria de Direitos Humanos da Maria do Rosário e o Ministério da Justiça do José Eduardo Cardozo permitirão que os médicos cubanos sejam explorados oficialmente pelo governo brasileiro.

Não, não venham com esta conversa de que estes médicos serão pagos lá. Não serão! Eles devem embolsar este dinheiro aqui, na pessoa física, em conta corrente aberta em banco brasileiro. Não aceitem os truques da ditadura cubana. Vamos fiscalizar, porque na Venezuela está ocorrendo um fenomeno. Mais de 1.500 desses médicos emigraram para os EUA ou países vizinhos. Conseguiram furar o controle do serviço secreto castrista, que os acompanham d eperto naquele país. “Quando algum médico foge, o governo finge que foram trasladados”, explica um dos membros da Sociedade Venezuelana de Medicina Bolivariana, que pediu para não ser identificado.

As fugas não são para menos. Os cubanos sempre moram em grupos de quatro, em cubículos de 30 metros quadrados, único espaço de que dispõem para dormir, cozinhar, tomar banho e se entreter. Um dos quatro costuma ser um informante ou agente do sistema repressivo castrista. Todos os médicos devem voltar para “casa” antes das 18 horas. Para dar uma “voltinha”, devem pedir licença com semanas de antecipação, mediante documento no qual justificam o destino e a duração de sua movimentação. Todos estão proibidos de entrar em contato com oposicionistas ou jornalistas, e dependem da Sociedade Venezuelana de Medicina Bolivariana.”
Do blog coturnonoturno.

Anônimo disse...

O que Lula, Dilma, Genuíno, Dirceu e toda escumalha PTralha e comunista fazem quando vão à CÚba?
Confabular contra o Brasil e aplicar os planos do zumbi Fidel e seu irmão, para comunizar o país.
Esses médicos são espiões a serviço da Ilha Presídio, quer eles queiram ou não.

Ippocrate disse...

E os médicos brasileiros não falam nada ?

Anônimo disse...

Lamentável, mas é a conclusão a que cheguei.

Não adianta passar horas e horas na web, denunciando, reclamando e apotanto os crimes da escumalha do pt contra o Brasil.

Estou desistindo.

PHODA-SE BRASIL E TODOS OS COVARDES, POLITICOS OU NÃO, QUE PERMITIRAM QUE A COISA CHEGASSE A ISSO.

pra mim CHEGA.

VÁ SE DANAR POVÃO DE MERDA





Anônimo disse...

Caro Mascate gostaria de ver a classe médica brasileira indignada, mas muitos de nossos ótimos médicos ficaram encantados com o canto da sereia dos petralhas, e agora fica difícil bater de frente para evitar essa invasão de incompetentes cubanos.Abs.

O Libertário disse...

Médicos coisa nenhuma. Conversa mole pra boi dormir. Agentes comunistas subversivos treinados e treinadores de mais agentes subversivos no Brasil de gente estúpida. Que historinha pra entreter otário. Quantos "médicos" disponíveis tem aquela miserável ilha? Dez mil para a Venezuela, quatro mil para o Haiti, agora seis mil para o Bananão. E quantos foram mandados para a Bolivia, pra Nicarágua, pro Equador e sabe-se lá pra onde mais? E lá na ilha presídio quantos ficaram? Aquela ilhota tem uma população menor que a Grande São Paulo e não para de parir médicos? Conta outra! Agentes do G2 que receberam noções de enfermagem no próprio curso de tortura que receberam e que foram agraciados com "Diplomas de Médico" emitidos pelas "Faculdades" controladas pelo Partido Comunista. Vamos esquecer que lá tudo é deles, feito como eles querem sem que ninguem possa fiscalizar ou se contrapor? Conversa! E os brasileiros estúpidos já começam a ser controlados pelos cubanos assim como os venezuelanos. Triste sina de um povo que elege asnos como líderes.

Anônimo disse...

Incrivel, o regime comunista que se auto proclama "salvador da humanidade", "libertador dos povos do jugo imperialista" e outros trololós, vai reeditar no Brasil o sistema escravagista do século XIX, conhecido como ESCRAVO de GANHO, no qual o senhor do escravo o alugava para prestar serviços a terceiros. Os médicos cubanos de baixa qualificação serão mandados ao Brasil e o governo cumpanhero da presidANTA Dilmula vai pagar a maior parte do salário para o Fidel Castro, o senhor dos escravos.