* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *
"PIMENTORIUM IN ANUS OUTREM REFRESCUS EST"

quarta-feira, maio 29, 2013

Bolsa família X Frentes de trabalho.

Lembro que em governos anteriores, até nos milicos, sempre haviam programas de frente de trabalho para o povo pobre do Nordeste.
Principalmente em municípios castigados pela recorrente seca que assola o país desde os tempos de Cabral.
Se todo o dinheiro enviado para combater a seca desde sempre tivesse sido usado com responsabilidade, o Nordeste certamente teria um IDH acima da Noruega.
Dia desses em uma conversa entre amigos surgiu este assunto, e me dei conta que desde a posse do EX presidente Defuntus Vagabundus, nada ou muito pouco tem sido feito no sentido de dar trabalho remunerado para as populações carentes das regiões mais pobres do país.
Em vez de dar trabalho criaram o paternalismo estatal em troca de voto. O Bolsa Família.
Transformaram uma legião de cidadãos, cidadão apenas porque tem título de eleitor, pois o meu conceito de cidadania passa pelo emprego, civismo, ética, honestidade, responsabilidade e muito trabalho, mas, enfim....Transformaram cidadãos pobres ou miseráveis em gado, o voto de cabresto é uma pratica odiosa no Brasil desde os tempos dos "Coroné". 
E o PT para a perpetuação no poder, transforma uma parcela da população em zumbis da falta de tudo como vimos nos boatos do bolsa família.
O Brasuca médio é malemolente, é encostado e acredita que é esperto. Se puder dar um nó para se dar bem, o nó será dado. Doa em quem doer. A velha lei de Gerson, onde levar vantagem em tudo virou parte do DNA da população. 
E não seria diferente nos bolsistas assistidos pelo DESgoverno, o país viu os rostos saudáveis e alegres dos que aos bancos correram em busca de mais alguns caraminguás que os mantém bem longe do emprego formal, e em alguns casos, do informal também.
Vimos gente reclamando que o dinheiro não dá para nada, que é muito pouco o que recebem, reclamações das mais diversas e sempre em relação ao pouco que ganham. 
O interessante é que não vimos uma alma, umazinha que seja, reclamando que o governo não dá emprego, que eles não tem trabalho ou educação mínima para conseguirem continuar se transformando em cidadãos plenos de suas vidas e livres das falácias e manobras de governantes vagabundos que iludem pessoas ignorantes e porque não dizer, vagabundas, em troca de votos.
Fazer frentes de trabalho seria o mínimo em matéria de dar cidadania para um povo carente que precisa de emprego para sair da miséria social e intelectual em que vivem, dar bolsa seria o recurso para ajudar ao povo pobre e doente que não tem condições de trabalhar para se sustentar, agora, manter parcela da população que está em condições de trabalhar no assistencialismo barato e vagabundo só tende a criar uma legião de parasitas que já está entrando na segunda geração  de assistidos e partindo para a terceira. 
Até quando os cofres públicos irão aguentar segurar praticamennte 1/5 da população vivendo de fazer nada?
Obras de infra estrutura é que não falta para dar emprego para esse povo, mas, quem disse que eles querem trabalhar não é? 
O povo é o reflexo puro e cristalino do EX presidente e de grande parte da PTralhada, vivem encostados em sindicatos, partidos políticos, cargos de confiança, vivem de fazer política como forma de conseguirem se manter sem ter que suar a camisa.
O Bolsa Família no modelo que está, é a cópia fiel do tipo de vida que o EX presidente sempre levou desde que perdeu o dedo. Viveu às custas dos outros e sem a menor cerimônia. 
E sempre o fez com a intenção de se dar muitíssimo bem. Afinal, o operário pobre e ignorante que chegou ao poder lutando contra a burguesia, se transformou no mais odioso exemplo do burgues vagabundo e oportunista.

Essa população precisa de emprego, não de assistencialismo. E o que vimos nas filas dos bancos são a prova inequívoca de que está tudo errado neste programa.

E no mais...
PHOD@-SE!!!
............................

Share/Bookmark

7 comentários:

Ferra Mula disse...

Realmente no tempo do governo militar, criou-se frente de trabalho na região castigada pela seca,eles construíam pequenos açudes pra se precaverem contra a falta d'água, recebiam também ajuda comunitária.

Gaúchos e paranaenses, foram com a cara e a coragem para o sertão bahiano, Piaúi, Pará , Raposa Serra do Sol,e outras regiôes inóspitas desse país e as tornaram produtivas, ricas, tem mais, na amazônia foram dadas terras subsidiadas para agricultores, com incentivos por 5 anos para ocuparem e desbravarem regiões, os sulistas permaneceram, os do norte, sugaram, desmataram, venderam a madeira abandonaram tudo e voltaram para o centro da miséria.

Isto que estou passando, foi o que li e histórias que ouvi na época.Acredito que não será difícil confirmar esses dados.

Um abraço e bom feriado,bom descanso, se é que isto é possível.

Anônimo disse...

Instituições de caridade privada implicam, já na sua definição, caridade. O assistido sabe que aquilo é algo que alguém está lhe dando por livre e espontânea vontade, que ele deve ficar agradecido e que é algo temporário.

A esmola pública é completamente diferente. O indivíduo passa a ter "direito" sobre aquilo. Já não passa mais a idéia de que é uma doação, mas que é algo que ele simplesmente pode pegar sem nenhuma contra partida.

Ao interromper uma esmola de instituição privada, o agraciado agradece pelo que ele já ganhou. Ao interromper uma esmola governamental, o indivíduo se revolta pois está tendo um "direito violado". Ele passa a ter direito sobre as posses alheias.

Acho difícil achar uma instituição mais destruidora de valores do que a esmola estatal.

Anônimo disse...

Um vídeo muito bom é de um ex-presidente do Brasil falando, na época que era candidato da oposição, sobre esses programas. Falou até que eles são peças de troca na hora da eleição.
Abaixo a verdade sobre esses programas assistencialistas do PT dito pelo próprio "ex-pizidenti":
http://www.youtube.com/watch?v=83WUqpvddq8&feature=player_embedded#!

Anônimo disse...

A criminalidade que estamos presenciando é oriunda do bolsa família, pois após cessar o benefício o então "bolsista" parte para ocrime para se manter pois não sabe fazer absolutamente nada

Anônimo disse...

NA HORA EM QUE O BICHO PEGA, MINISTRA DA BOLSA FAMÍLIA DECIDE TIRAR FÉRIAS !
Em meio à crise envolvendo o principal programa social do governo, a ministra do Desenvolvimento Social, Tereza Campello, resolveu tirar férias ! A última agenda da ministra que responde pelo Bolsa Família foi no dia 24 e, de acordo com o Diário Oficial da União.
A safada só retornará ao trabalho depois do feriado de Corpus Christi, na próxima segunda-feira.
Ou seja, estão escondendo a mulher porque foi tudo armação, não foi erro da caixa, foi tudo montado pra parecer um erro que nunca aconteceu, ou seja, o PT não tem como explicar o inexplicável.

Blog do Beto disse...

OLÁ MASCATE.
QUEM VIVE DE ESMOLA NÃO TEM CIDADANIA E NÃO PODERIA EXECER O DIREITO DE VOTAR.

ABS DO BETO.

Anônimo disse...

TEM MAIS : A FAMIGERADA BOLSA ESTIAGEM : R$400,00 NA MOLEZA !
http://www.mds.gov.br/falemds/perguntas-frequentes/bolsa-familia/programas-complementares/beneficiario/bolsa-estiagem