* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *
"PIMENTORIUM IN ANUS OUTREM REFRESCUS EST"

segunda-feira, março 26, 2012

E morre mais um torcedor.

Ontem São Paulo teve o "crácico" confronto no futebosta.
Corinthians X Palmeiras.
E como era de se esperar as torcidas chamaram mais atenção do que o próprio "dérbi" da alienação coletiva Tupiniquim.
Torcedores dos dois times entraram em confronto ainda a caminho do estádio. Resultado da pendenga, um morto baleado na cabeça, dezenas de feridos, alguns em estado grave. Quebra quebra generalizado, e no meio dessa insanidade a população que fica refém desses idiotas, e a PM com um efetivo reduzido que acaba inerte pela própria inferioridade.
Centenas de pedaços de pau, barras de ferro, canos e outras improvisadas armas foram apreendidas, mas no saldo dois foram levados para a delegacia e soltos logo em seguida.
Do rapaz que morreu, a dor é apenas dos pais e familiares, os torcedores e colegas do falecido, quando muito, irão ao enterro para colocar uma bandeira do Palmeiras sobre o caixão numa demostração de patetice e burrice extrema, e a vida continua. 
Quem morreu...oras, phoda-se quem morreu.
A polícia de SP está virando babá de vândalo. Todo jogo importante na cidade é a mesma coisa, um baita efetivo para cuidar dos baderneiros e a cidade da população ordeira e trabalhadora a mercê da redução no policiamento.
Passou da hora de acabar com essa palhaçada, o estado e a policia deveriam deixar de pajear essa corja e dar espaços para eles se confrontarem até a morte sem interferência pública na situação.
Oras, se eles querem se matar, que se matem, não é certo é a polícia ficar tentando garantir a integridade física e a vida de quem está lá apenas com a intenção de agredir os seus rivais.
Estão lá porque querem, não por conta do futebol, estão lá para barbarizar e agredir aos seus "rivais", futebol é o de menos.
Na hora em que o estado parar de se meter nessas pendengas a violência certamente irá fazer tantas vítimas que eles mesmos chegarão a conclusão de que é uma baita roubada se enfiar em torcida organizada.
Sem contar que os hospitais públicos que recebem os mortos e feridos resultado dessa insanidade deveriam cobrar o atendimento dos familiares do morto, ou dos próprios feridos. Não é justo com a população um hospital já sucateado ter que parar de atender gente honesta e trabalhadora para atender baderneiro que está ferido porque quis. O estado tem que mandar a conta para os times também, que são co-responsáveis por toda essa desordem social em dias de jogos.
O futebol está refém do poder econômico e da violência das torcidas que acreditam serem os donos dos times. E essa situação não irá mudar tão cedo, nem com o fictício estatuto do torcedor, nem com a vigilância da polícia, nem com a apreensão dos baderneiros em dias de jogos. Tem que deixar que se matem para entender que a vida é muito mais do que isso.
Ou se acaba com o futebol para coibir a violência das torcidas, ou se larga mão de tudo e coloca-se a polícia para trabalhar em favor da população. pois quem não gosta de futebol, em dias de jogos como esses, acaba virando vítima de alguma forma, ou da violência, ou de ter seu patrimônio destruído por idiotas torcedores, ou pela própria impossibilidade de ir e vir dependendo de onde se esteja. 
O governo tem que largar mão e deixar que se matem. Idiota bom é idiota morto. Quem sabe se com a morte de algumas centenas as coisas mudem de figura. Se não mudarem, ao menos tiraram do planeta mais alguns trastes inúteis que só ocupam espaço e enchem o saco de todo mundo.
É notório que o poder público perdeu o controle dessa situação, então o melhor a fazer e deixar que se matem.

E PHODA-SE!!!!!

.....................

Share/Bookmark

5 comentários:

Anônimo disse...

Imaginem na copa (Se é que ainda será aqui)com a breja liberada o que não vai morres de gringo, principalmente os Arrghentinos se se meterem a besta. O pau vai comer na casa de noca. Mas nossos torcedores são a mais pura estirpe (de bosta mas é)

Anônimo disse...

Apóio totalmente.
Esse imbecis ja saem de casa pensando e na pancadaria. É o que eles gostam então deixa correr frouxo. eles que se matem e phoda-se. O papel da polícia é, no fim da feira, avisar os parentes para limpar os trastes das ruas.

Ajuricaba disse...

A puliça fazer escolta prá levar torcedor bandido no estádio é o fim do mundo. Uma briga marcada pela internet e ninguém faz porra nenhuma

Roberto disse...

Eu sugiro que se crie em São Paulo a "Pancadolândia". Território somente deles e somente em dias de jogos. Deixem eles moerem uns aos outros de pancada. Nada de Polícia, somente guardas de trânsito orientando o tráfego das ambulâncias no local. Deixa o cacete comer!

Anônimo disse...

Deviam se reunir todos dentro de um estádio e se matarem, como se fazia na antiga roma. Tava resolvida a coisa. Pra que futebol, se o negócio deles é agressão.