* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *
"PIMENTORIUM IN ANUS OUTREM REFRESCUS EST"

quinta-feira, fevereiro 02, 2012

Brasileiro, profissão otário.

Essa conversinha mole dos "ecochatos" de plantão dizendo que as sacolinhas de plástico dos supermercados são as grandes vilãs da ecologia mundial é um baita de um estelionato ideológico.
O lixo plástico irá continuar sendo produzido no Brasil. nas gafrrafas PET, nas embalagens de alimentos e nos saquinhos de frutas que os próprios supermercados continuam oferecendo para seus clientes.
Sem contar que com o fim das sacolas de plástico o povo vai ter que mudar de habito e começar a usar sacos de lixo para o descarte doméstico, que por incrivel que pareça, os sacos de lixo SÃO de plástico. 
Será que o plástico reciclavel usado nos sacos de lixo são menos nocivos ao meio ambiente do que as sacolinhas dos supermercados?
A verdade nessa conversa é que os supermercadistas estão com uma previsão de economia com o fim das sacolas plásticas na casa dos R$ 190 milhões ao ano só na cidade de São Paulo.
Ou seja, os unicos que ganham com o fim das sacolas plásticas são os supermercadistas do Brasil. O meio ambiente, os donos de fábricas de saquinhos, e o povo em geral se phoderam de vez.
E o mais odioso é que os supermercados "VENDEM" as sacolas "ecológicamente corretas" e até as retornáveis que são fabricadas com saco de farinha velho lá no Vietnã. Cada sacola retornável custa em média R$ 3,00, sem contar que o mercado vende a sacola e ainda faz propaganda de graça e o cliente paga para portar o logotipo da rede de supermercado em sua reluzente e ecológicamente sacola retornável.
Ou seja, além dos mercadistas economizarem os tubos com o fim das plásticas, ainda ganham vendendo tranqueira "chinesa" para o consumidor e ganham na mídia que cada sacola acaba se tornando nas ruas.
Uma sacada genial do ponto de vista capitalista. Mas uma puta sacanagem no ponto de vista social. O consumidor está sendo vítima de um  estelionato e as autoridades se fazendo de mortas.
O correto é cada supermercado dar em descontos em cada compra, um percentual de acordo com o valor consumido pelo cliente como benefício pelo fim das sacolinhas. E cada supermercado tem que apresentar as notas fiscais das compras de embalagens feitas nos últimos 5 anos para fazer uma média do quanto irão economizar em sacolinhas e calcular sobre esse valor, a quantia que irá ser creditada em favor do cliente. 
Pois do jeito que vai, o povo brasileiro está sendo esfolado vivo e ainda pensa que está ajudando o planeta.

Só tem otário e frouxo nesta porra de país!!!!

E PHODA-SE!!!!!

........................................................

Share/Bookmark

6 comentários:

Anônimo disse...

MASCATE, já que hoje os seus post foram de arrebentar, para este post só tenho a dizer, quero mais que este Povo de Merda que não tem vontade para mudar nada nesta pocilga de País, que se PHODAM.

Anônimo disse...

Mascate se voce analizar bem, vi ver que no preço dos produtos já está embutido o custo da embalagem e nós pagamos novamente quando são pesadas, e agora vamos pagar novamente à parte se quisermos levar a sacolinha, Ou seja estamos pagando três vezes a embalagem e sustentando os vagabundos. Lembra-se do kit de primeiros socorros, pois é, vai ser a mesma coisa.

Caipira do interiorrrr -SP disse...

Bom dia, ótimas postagens. Esses ecochatos já encheram o saco, são contra tudo. Se formos atrás das idéias deles, vamos morar em cavernas e no escuro. Queria saber se esse povo do contra não usa fralda descartável em seus ecochatinhos.
Pois, veja bem: estima-se que em 1 ano um único ecochatinho seja responsável pelo uso de 130 Kg de plásatico (petróleo),além de algo em torno de 400 - 500 Kg de pasta de papel.
E oque fazem os ecochatos? reciclam? nãããããoo, colocam a mão na merda das fraldas de pano? nãããõoo, vai tudo para o aterro e fica lá aguardando 500 anos para se decompor.
Mas isso ninguém fala, né. O negócio é pegar no pé do mané que vai no mercado fazer compras. E no embalo dessa hipocrisia, padarias, açougue, sacolão e etc... já estão "regulando" o fornecimento de sacolas. Numa dessa quem se phode é o besta do consumidor que aceita tudo de cabeça baixa, "quinem" um bando de burros amestrados.
Meu sonoro DHANEM-SE.

Caipira do interiorrrr -SP disse...

Outra coisa, me parece que essa histeria coletiva de não fornecer sacolinhas gratuitas é lei só na cidade de São Paulo e mais umas cidadezinhas por aí.
E no embalo de economizar às custas do consumidor, houve um acordo para que todos supermercados adotassem essa idéia.
Maaaaassss, de acordo com o Código de Defesa do Consumidor, o estabelecimento é obrigado a fornecer um meio seguro para o otário do comprador levar embora suas compras. Não pode querer vender p*&% nenhuma. Se não tiver caixa de papelão, tem que DAR "di grátis" a sacolinha seja ela reciclável ou não.
E para não arrumar confusão, desde o dia 25 não tenho entrado nesses estabelecimentos, mas de sábado não passa por que preciso abastecer a geladeira com cerveja, e se vierem com esse papo besta de não fornecer-me um meio para transportar tão estimado líquido, a cobra vai fumá.
E DHANE-SE

"O Mascate" disse...

Caipira.
se por algum motivo suas cervejas forem prejudicadas por conta da falta de embalagem para o transporte, a cobra tem mais é que fumar mesmo!!!
E chamar a turma para quebrar a loja que faça tamanha afronta aos cervejeiros do Brasil.
Afinal, as embalagens das caixas de cerveja são feitas em plástico termo retrátil, coisa que também leva uns 500 anos para se decompor.

=Abçs

Anônimo disse...

O ecochatismo é uma praga! Quer dizer que as ditas sacolas retornáveis são feitas no Vietnã? Quanto os supermercados pagam por elas? E as pessoas desfilando felizes com as tais sacolas oriundas de trabalho escravo.