* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *
"PIMENTORIUM IN ANUS OUTREM REFRESCUS EST"

terça-feira, janeiro 17, 2012

Racismo no BBB?

Pronto já começou a campanha politicamente correta da internet.
Alguns Zémanés já ventilam a hipótese do tal Daniel ter sio expulso do Big Bosta Brasil por RACISMO.
Isso mesmo que vocês leram, RACISMO!!  
Essa é a lógica dos idiotas para justificar a expulsão do "brother". 
O comportamento dele não conta. E na cabeça desses politicamente corretos e patrulheiros raciais de plantão, tudo é visto como uma forma de preconceito contra os negros.
Se o "istrupo" for realmente comprovado ele cometeu um crime SIM. E isso está previsto no código penal. Quem quiser poe no GOOGLE e procure. E a pena dele poderá chegar a 15 anos de cana dura.
Infelizmente a educação do povo brasileiro está nivelada tão por baixo que quando algum negro 
 ( que esteja em evidência, é claro) comete um ato criminoso e é punido, sempre aparece alguém levantando a bandeira racial. O Brasil mesmo que veladamente tinha preconceito racial, sempre teve, e do jeito que vai...sempre terá. 
Essa história de que aqui não existe preconceito é pura mentira. O preconceito acima de tudo começa na falta de educação e de cultura do povo. Um povo culto e educado não se comporta tão cinicamente como uma parcela dos brasileiros.
Acontece que de uns anos para cá alguns membros "políticos" da comunidade negra perceberam que levantando a bandeira racial a polêmica é instalada e seus membros ganham notoriedade, votos e alguns holofotes.
Vejam o caso da USP, no vídeo é claro que o "estudante" falou algo que não devia e também não respeitou o policial. Para quem não sabe, um PM no exercício da função está investido de autoridade. E o PM teve que usar a força para conter o suspeito. Que dizia estar sem a carteira de estudante e que a palavra dele bastava. E alguns minutos após a pendenga, o "estudante" aparece diante das câmeras exisbindo carteiras de aluno da USP. Ou seja, desrespeito ao trabalho da polícia e muita má fé. Mas...
Já foi motivo para um padreco vermelho muito do sem vergonha, rapidinho se enfiar no campus da universidade  e levantar a bandeira raciasta para "alisar" o lado do "estudante" e jogar um crime racial no policial.
Muito simples, um negro agora quando cometer um crime, ou uma falta grave no trabalho, e se for punido ou demitido poderá alegar racismo e o lado prejudicado pela atitude que levou a punição ainda poderá ser responsabilizado criminalmente.
Até quando o povo brasileiro vai deixar que crimes raciais continuem acontecendo por pura falta de cultura? Mas até quando legisladores burros irão continuar fazendo leis duvidosas que podem levar a um ódio social absurdo?
Não existe nada mais segregador do que essas leis contra o racismo. O que deveriam fazer é ensinar a população a aceitar as diferentes raças, credos, e opções sexuais sem a imposição de leis para salvaguardar o direito de muitos em detrimento da maioria. 
Afinal, na nossa constituição diz que todos são iguais perante a lei. 
E no caso do BBB se ele cometeu um crime não é porque ele é negro que o crime seja menor, mesmo que a Grobo tenha agido com preconceito. Coisa que eu duvido.
Mas a bandeira do preconceito nessa questão é apenas um movimento dos patrulheiros raciais e dos idiotas de sempre para criar polêmica e formar opinião.
E garanto que muitos virão até esta página para me acusar de preconceituoso e de racista. É esperar para ver.
Infelizmente a imensa maioria do povo que assiste a Big Bosta precisa de ajuda do estado até para limpar o próprio rabo. 
E esse é um nicho eleitoral gigantesco, onde quem for mais esperto vai levar alguns milhões de votos. Seja dos gays, dos brancos dos índios ou dos negros. 
O negócio é confundir para conquistar.

.........................

E PHODA-SE!!!!
.............................

Share/Bookmark

8 comentários:

Anônimo disse...

Reinaldo Azevedo escreveu um artigo bem interessante sobre o tema. Vale a pena ler.

Gil disse...

Bom, acho que nessa história de racismo, quem está sendo vitima mesmo é o cidadão branco.Já viram algum branco preso por estupro alegar que o prenderam porque ele é branco e ser defendido pelos DH? Ou algum estudante maconheiro branco, que tomou uns tabefes da policia exigir que o policial que deu nele as merecidas porradas ser exonerado? Quer dizer, para não sermos racistas temos que fechar os olhos para qualquer crime praticado pelo cidadão negro? Vão se phoder aqueles que alegando "racismo" insistem em não respeitar a contituição federal que diz em seu artigo 5 que "Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza". Portanto, somos todos iguais, tanto nos direitos quanto nas obrigações e entre elas está a obediencia as leis e ao estado de direito.

Airton Leitão disse...

Quem não pode alegar racismo a menina estuprada. Afinal, de porre, ela não viu 'as coisas pretas'.

Anônimo disse...

Os maiores atos de racismos e preconceitos são cometidos pela camada dita "minorias", que se apoiam na absurda e nojenta legislação para seu próprio beneficio. Até bolsa-crack inventaram (só podia ser em MG evidentemente).
Hj é muito RENTÁVEL ser negro, índio, viciado, bandido, MENOS trabalhador e honesto, aí vc está phodido.

Luiz Roberto disse...

Negro, branco, azul, amarelo, que se lasquem quem manda esses imbecis se sujeitar a um lixo desses, ficar fazendo papel de idiota dentro dum antro comandado por uma emissora, engraçado que até a Record que é outro lixo também entrou com programas falando a respeito.

Leonilda disse...

Fico aqui imaginando como pode uma mulher ser estuprada e não sentir nada, nem durante e nem depois do acontecimento, devia estar num profundo coma alcoólico, ou anestesiada! Mas vamos supor que ela estivesse em coma alcoólico, então se ele realmente praticou sexo com ela nesse estado de alcoolismo, tem mais é que ser preso, estupro não tem perdão! é ser muito cafajeste! E essa história de que foi racismo, me poupe! Poupem o povo brasileiro de tanta idiotice que já estamos cansados de ouvir!
Mas que porre heim?
Belo! Adorei teu texto sobre o assunto, bacio!!!

"O Mascate" disse...

Definitivamente ganhei o dia!!!!
Minha querida amiga LEO veio e comentou.
Bacio Bella!!!

Anônimo disse...

Não existe qualquer dúvida que existe um componente de racismo, até o próprio Boni disse isto. O suposto estupro, só se apresentou porque o rapaz é um pouco mais escuro. O racismo é algo encrustado na sociedade, e as pessoas nem se percebem disto. No BBB, jamais um negro ganhou um paredão duplo, e nos triplos perderam a maioria das vezes, sem contar que em um população em que a maioria é de negros, em todas as edições, sejam 14 ou 16 pessoas, no máximo colocam um ou dois negros.

Quem acha que não existe preconceito no Brasil e de que existe um componente no brasileiro que transforma o Brasil no país mais racista do mundo, não conhece a real história, o que foi feito com os negros que tinham expctativa de vida de 1 ano no Brasil, o senhor de escravos comprava o escravo e deixava trabalhar até morrer, diferentemente do fi da escravatura nos EUA, os negros foram largados sem qualquer tipo de indenização e este pensamento maléfico persiste até hoje.

Quem quer ter uma ideia do que causa as diferenças sociais e o fato do negro sempre ser preterido, pois vá a uma banca de jornais e veja quantas revistas tem negros na capa, ou procure os apresentadores de tv negros, os médicos, etc.., depois assista o documentário no Youtube que explica o porquê do preconceito e a razão da escravatura não ter terminado ainda.

Se o rapaz cometeu estupro, eu não sei, as evidências até agora demonstram que não, isto será apurado, mas que a sociedade culpou por conta da cor da pele, quanto a isto eu não tenho a menor dúvida.

Até quem escreveu o artigo, foi profundamente racista, debochado r violento, mas como isto está intrínseco no povo brasileiro, é lógico que ele não percebeu.

Assistam:

http://www.youtube.com/watch?v=TSPPcudT6dE&list=FLkBHhnUmlBC-K2YmMtmFxmw&feature=mh_lolz

Basta copiar e colar, depois disto talvez entendam um pouco sobre o lugar que o negro ocupa na sociedade, e talvez alguém de bom senso entenda, que as cotas não são somente necessárias, são completamente justas.

Com relação ao caso de estupro, e a pergunta com relação ao Racismo, definitivamente SIM está havendo racismo, independentemente de culpa do rapaz, pois se não houvesse, este assunto nem sequer viria à tona.

BRASIL É O PAÍS MAIS RACISTA DO MUNDO, E ISTO É EXPLICADO POR TER SIDO O PAÍS QUE MAIS ESCRAVIZOU NEGROS E O ÚLTIMO PAÍS DO PLANETA A ABOLIR A ESCRAVATURA, E AINDA NÃO HOUVE REPAROS NEM NO INCONSCIENTE COLETIVO.