* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *
"PIMENTORIUM IN ANUS OUTREM REFRESCUS EST"

sexta-feira, janeiro 06, 2012

E na cracolândia em SP....

A PM paulista está fazendo uma limpa na área da Cracolândia no centro de SP.
Um trabalho que na verdade não passa de cosmética limpeza da região para dar uma satisfação à opinião pública que a anos vem pedindo às autoridades que tomem providências sobre a venda e o consumo de crack naquela região.
Sabemos que a especulação imobiliária é um ponto determinante para que o poder público acabe com a cracolândia. O centro velho de SP está em uma fase de reurbanização e revitalização, o projeto Nova Luz.

O projeto visa a revitalização urbana e comercial de uma região em que a maioria dos imóveis e edifícios são de arquitetura lindíssima e sub utilizados ou abandonados. Uma cidade como São Paulo onde o espaço para crescimento já está em vias de acabar precisa e muito de projetos que visem a recupação de áreas que ficaram esquecidas pelo progresso e ocupadas pelo sub mundo da humanidade.
Tem muita gente dizendo que a retirada dos "nóias" da região é apenas especulação imobiliária e presepada pré eleitoral.
Concordo, é mesmo um movimento pré eleitoreiro com interesses financeiros. Mas já é alguma coisa. Só quem já passou por aquela região tem condições de saber que havia passado da hora de se colocar um fim naquele ponto de consumo e tráfico de drogas. São Paulo é a maior cidade do país e não pode conviver com essa situação.
O problema do Crack é bem maior que a especulação imobiliária ou alguns votos a mais. É um problema social que transforma o usuário em um lixo humano, um farrapo auto destrutivo que é usado pelos traficantes para manter a especulação financeira do tráfico de drogas e pelos políticos de oposição, que na verdade não fazem porra nenhuma para ajudar na solução desse problema, mas são rápidos em acusar e apontar erros e "abusos aos direitos humanos" cometidos pela prefeitura.
Na verdade o direito por lá é dus manos.
O que a prefeitura de SP fez foi limpar uma região dos viciados e espalhar todos pela cidade, o que seria bem mais fácil de controlar por estar concentrado em um único local, agora pulverizou pela cidade e o que já era deficitário, saiu do controle de vez.
Antes tinha "nóia" só nas ruas, Santa Ifigênia, Aurora, Vitória, dos Andradas e baixos do Minhocão, agora tem por todo canto.
O problema do crack só acaba quando o estado brasileiro parar de papo furado e partir para cima dos traficantes com vontade e leis que realmente punam quem trafica drogas. Tem consumidor porque tem traficante.
E certamente que ninguém em governo algum tem interesse em acabar com o tráfico de drogas, que entre outras coisas, financia campanha política de muita gente que está no poder. O tráfico que "sustenta" parcela da polícia e até do judiciário. Só não ve quem não quer. Sem contar o número de políticos praticantes da "narigada", aí que não tem mesmo quem queira acabar com o tráfico.
Enquanto acusam a prefeitura de estar atuando na cracolândia por conta da especulação imobiliária, muitos dos que acusam querem manter o crack por conta da especulação financeira que ele movimenta. E assim vai o jogo de empurra onde no meio ficam os coitados excluídos socialmente que servem apenas de massa de manobra dessas raposas safadas chamadas de políticos.
E falar que viciado é problema de saúde pública é muito simplista. O vício antes de mais nada é um problema social que se não tiver controle adequado e leis bem feitas para punir quem trafica e responsabilizar quem usa acaba se tornando problema de saúde pública. 
E o estado omisso no controle de drogas acaba se tornando refém dessa situação.
E na campanha pré eleitoral de 2010 dona Dilmarionete prometeu acabar com o crack, até camiseta de uma pseudo campanha ela chegou a vestir. E passado pouco mais de um ano, não vimos porra nenhuma em matéria de combate ao crack por parte do DESgoverno fedemal. E isso por sí prova que qualquer droga no Brasil de hoje não passa de oportunidade eleitoral. Foi assim na campanha para presidente e está sendo assim na campanha para prefeitos.
E união no combate as drogas ninguém fala. 
É cada um para sí e a sociedade no meio.
E na verdade, não existe interesse algum por parte da classe políticanalha em acabar com as drogas. 
Quanto mais gente drogada, bebada, burra e alienada mais fácil é a perpetuação no poder. 

E se você não é político, não usa drogas, não bebe, não é alienado pelo futebol e nem assiste ao BBB...
Tá morto, ou tem pobrema no celébro!!

E Phoda-se!!!
........................

Share/Bookmark

4 comentários:

Sub Zero brasileiro disse...

Concordo com todo o texto, menos com uma coisa.Tem traficante porque tem usuário para comprar o produto.Todos falam em combater o trafico... ta, mas e os usuários, sejam ele ricos ou pobres,a culpa é deles pois financiam diretamente traficantes e afins.
Outra coisa, todos sabem q a droga vicia e faz mal, entao a partir do momento q a pessoa experiementa a droga ta assumindo o risco de se ferrar por conta dos seus efeitos colaterais,tanto no corpo quanto sociais,entao pq o cara experiementa sabendo q pode dar merda na vida dele??
É claro que é muito mais facil para os politicos e para a midia ganharem votos e audiencia mostrando policia combatendo diretamente o trafico do que realmente combater o problema na raiz(culpa do usuario), mas mate-se ou prende um traficante e ja vao ter outros a espera de poder continuar com o rentável negocio, isso quando o próprio traficante preso continua a controlar o seu empreendimento.
Sem contar alguns políticos ai q estão nas duas pontas da historia, uma como usuário "cheirando um Pó" e na outra ponta como "usuário" do dinheiro do lucro dos traficantes p financiamento de campanhas e outras coisitas mais.

"O Mascate" disse...

Sub Zero, concordo com a sua colocação e só existe o tráfico porque existe o usuário.
E o cara quando entra nessa vai por livre e espontânea vontade, e depois que a merda pega pra valer ficam a espera do poder público limpar a sujaira em que ele se meteu.
É muita hipocrisia.
As famílias que deveriam estar atentas ao uso de drogas são as primeiras a reclamar que não tem vaga para tratamento do viciadinho, mas eu já vi em muitos casos pais que acham o máximo o filhote dar uns pegas num pacauzinho. E depois o problema é de saúde pública.
Sei que não é fácilç controlar um jovem burro que acredita que fumar maconha ou usar outra droga qualquer é o máximo da esperteza, mas as famílias tem que se empenhar em mudar essa visão burra de que é só um baseadinho, e maconha não faz mal, né?
E o pior é quando o "rebentinho" cai em cana por algum motivo, lá vão os "zelosos" papais molhar as mãos de polícia para aliviar a barra do filhão.
E assim vai caminhando a mediocridade.

Gil disse...

Isso me lembra a história do beija flor, que com a floresta ardendo levava agua no bico para tentar apagar o incêndio justificando;FIZ A MINHA PARTE! De que adianta a policia ficar feito barata tonta correndo atrás de viciado?O que as leis brandas para viciados possibilita a eles fazer?Hoje em dia a dita cracolandia é movel.Eles apertam de um lado ela muda para outro, e assim perde-se tempo e dinheiro nesse faz de conta.A solução pra essa desgraça é politica e qualquer zé mané sabe disso.Para começar tinha que mandar essa turma do DH pra PQP, pois eles só sabem criticar, mas apontar e executar soluções que é bom, necas!Uma fiscalização rigorosa(rigorosa que digo é fiscalizar mesmo, não fazer de conta que fiscaliza) nas fronteiras,penas altissimas e confisco de bens para traficantes,maior punição(cadeia mesmo) e em casos excepcionais tratamento compulsório para usuario.Para começar essas medidas já estariam de bom tamanho.

Zergui disse...

Tudo indica que está sendo feita uma triagem entre a população, que já foi feita nos EUA, no México e agora no Brasil, apenas para ficarmos no continente americano.
Os cabeça oca que se deixarem levar pela conversinha de "amiguinhos" ou "amiguinhas", convidando para "curtir uma viagem legal", vão sendo selecionados do grupo daqueles que não se dobram a esses subterfúgios de fugir da realidade, de não assumir compromissos e responsabilidades.
A mesma coisa, me parece, vem sendo feita com aquelas marchas do arco íris. Convencem a "saírem do armário" para que sejam identificados. Mostram que tudo é colorido, tudo é festa, mas, na verdade, esses já devem estar com o carimbo no passaporte para os campos de concentração, para fazer companhia aos que dobram os joelhos a uma tragada ou uma cheirada qualquer.
Estão dando corda para se enforcarem, aproveitando que a sociedade fica atônita, ansiosa para que alguém tome as devidas providências.
Então, se de repente aquele bando de desocupados, sem qualquer futuro para suas vidas, for removido do convívio social, sem que ninguém os acompanhe para saber de seu destino, o povo aplaudirá e enaltecerá as "qualidades" do gestor que finalmente resolveu o problema.

Só que "esse problema", foi causado exatamente por esses que logo adiante farão a "limpeza".
Fazendo uma analogia:
O gaiato joga um tijolo no telhado do vizinho, justamente quando um imbecil qualquer está passando na rua.
De imediato dá aquele furdunço, e o gaiato ajuda o vizinho a dar um "corretivo" no imbecil.
O vizinho então ficará "devendo" aquele "enorme favor".
Quem nos governa não tem o menor escrúpulo, senhoras e senhores.
É só acompanhar as informações que estão soltas ao vento.
Acabaram com as instituições que poderiam interromper essa bagunça (judiciário, legislativo, órgãos de fiscalização de controle).
Amordaçaram a maior parte da mídia, com pressões ou concessões ($$).
Denigrem a qualquer custo as FA e as forças policiais.
A Igreja Católica vem sofrendo ataques fulminantes em várias frentes; o objetivo está escancarado - acabar com o cristianismo.
Acham que a tarefa é impossível?
Vejam os pequenos exemplos: consumo de hóstias em festas, como se fossem canapés; destruição de igrejas (vandalismo? muito bem executado); proibição do uso de crucifixos em órgãos públicos; deboche de imagens sacras durante a marcha dos baderneiros; infiltração de agentes em várias paróquias (por que será que a pedofilia virou moda?); em outros países (africanos) os cristãos são queimados vivos por multidões, apenas por professarem a Fé em Cristo; estão modificando os ensinamentos na disciplina de religião nas escolas, impondo crenças que representam frações de unidade nas estatísticas, ignorando que o povo brasileiro, em mais de 90%, é Cristão.
Finalmente, meus caros, a tacada final: aniquilar em definitivo a família, fazendo com que pais e filhos se odeiem, se desprezem, sejam denunciados (ou vocês acham que a Lei da Palmada veio para "fazer ajustes" no ECA?)
Essa é uma pequena amostra do panorama instalado.
Veremos muitas novidades logo a seguir, cada vez mais rápido.
E não adianta querer pegar em armas, pois essas o governo já retirou, enquanto permite que a bandidagem, que ronda suas casas gradeadas, ostente armas e munições modernas e abundantes.
Bem vindos ao socialismo dos petralhas , nome bonito para identificar o comunismo tupiniquim.
Ou vocês acham que em tudo que é cidade gerida por petralhas, os CCs ficam um período em Cuba, à nossa custa, para aprender tricot e soltar pipas?