* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *
"PIMENTORIUM IN ANUS OUTREM REFRESCUS EST"

terça-feira, janeiro 10, 2012

Comando da PM afasta sargento que enfiou o tabefe no "estudante" da USP.

Antes de mais nada devo deixar bem claro o meu protesto pelo mau comportamento do PM que encheu a cara do "coitadinho" da USP de bolachas.
Um policial antes de qualquer coisa, sabe que jamais deve tirar a arma do coldre se não for para atirar, tirou tem que atirar para não parecer covarde e nem ter a possibilidade de que o meliante tome a sua arma e acabe acertando o policial.
E segundo, agora o estudante virou vitima de racismo. Levou uns tabefes porque é folgado e se agarra no racismo para justificar o motivo de ter sido "corretivado"
O cidadão disse em entrevista que era o único negro que usa "dread" no local e o polícia partiu para cima dele por conta disso.
Bem, segundo o próprio "corretivado" ele é aluno da USP Leste e é um dos 73 presos na invasão da reitoria que aconteceu no final do ano passado. Só por aí já dá para se ter uma idéia da função pedagógica que ele ocupa na universidade.
Estuda um curso que não era a sua primeira opção. Ele declarou que queria música, mas como não passou, vai de "Estudos da Natureza" mesmo. E fica bundando dentro do Campus da Cidade Universitária há aproximados 30 quilômetros de distância do Campus em que ele "estuda". 
Como é que um cidadão que se diz pobre, que tem que tocar música na noite para ajudar a sustentar a família, que é professor "provisório" na secretaria municipal de ensino da Zona Leste, arruma tempo para ficar ocupando reitoria de universidade e bundando dentro de centro acadêmico? Essa conta não fecha.
Outra coisa que me causa estranheza. Se a universidade está em período de férias escolares, o que é que aquela cambada fazia dentro do centro de "vivência"? Pois é óbvio que não trabalham e não fazem porra nenhuma da vida além de agitação e esculhambação. O sonho da imensa maioria dos universitários normais que estudam fora de suas cidades é poder nas férias voltarem para suas casas e passarem uns dias com familiares e amigos, Na USP parece que tem estudante que odeia a família, pois em vez de curtirem as férias ficam lá amontoados dentro de um cafofo, fumetando, cheirando, bebendo e armando presepadas para tomar uns tabefes da PM.
E tanto o comando da PM quanto o governador do estado mostraram uma covardia absoluta quando afastaram o polícia de suas funções. Isso demonstra o servilismo e a falta de corpo que a PM está lançada. Ser policial militar em SP é ganhar pouco, arriscar a vida e ter que aguentar  a covardia dos comandantes da corporação, que invariavelmente tiram os deles da reta e jogam os dos puliças na furiosa.
A obrigação do governo é defender o patrimônio público e chamar o "corretivado" para se explicar, uma vez que é reincidente em bandalheira, afinal ele foi preso na ocupação da reitoria e por mais que a imprensa amestrada queira culpar a PM, o "estudante" mostra que não está lá muito a fim de estudar, deveria ser expulso da universidade. 
Ou corremos o risco de ver a USP se tornando terra de ninguém.
Um dos objetivos das ratazanas vermelhas é manter a juventude na alienação para se perpetuarem no poder, e pelo visto a USP, mais precisamente na área de "cursos perfumaria",  letras, história, geografia, humanas e afins está nadando de braçadas nessa função.

E de resto.....
PHODA-SE!!!!
..........................

Share/Bookmark

4 comentários:

Anônimo disse...

O policial e a PM de SP tem todo meu apoio.
Tem que tirar esses maginais da USP e se não for por bem que seja por mal.
Porrada nesses vagabundos e de cacetete mesmo, nada de tapinha, tem que quebrar os dentes.
E phodam-se.

Anônimo disse...

Se o policial foi punido, o "estudante" foi premiado. Então o governador e a televisão apoia o desmonte da universidade e a bandalheira. Isto é típico da esquerdalha que adora se fazer de vítima para ganhar terreno. Temos que apoiar a polícia que, sómente ela ainda nos dá um pouco de segurança. Se depender de governos estamos PHODHIDHOS.

Sidney disse...

Tinha que dar uma medalha para o Policial pelo ato, deveria ter dado na cara de todos esses vagabundos, você escreveu bem o que eles estão fazendo nas férias dentro da USP, não tem familia cambada de filhasdaputa, esses nossos representantes não tem peito e são todos medrosos e ocupam cargos públicos por ocuparem, não tem comando.
Agora eu pergunto que diferença tem a Cracôlandia da USP são todos noias.

Anônimo disse...

Interessante é que sempre tem um "cinegrafista amador" para filmar qualquer presepada que envolva os istudantis da usp. Perguntem se algum estudante da medicina, engenharia ou direito, estava lá fazendo baderna. Como diz o Reinaldo Azevedo, são os revolucionários do toddynho e do sucrilho pagos pelo papi e pela mami que tem tempo para inavdir a reitoria..