* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *
"PIMENTORIUM IN ANUS OUTREM REFRESCUS EST"

quinta-feira, novembro 10, 2011

O babaquismo políticamente correto e a USP.

De todas as bobagens que tenho lido na rede nos ultimos dias sobre os acontecimentos na USP, uma delas me chamou a atenção, veio do Portal do Terra, onde um senhor chamado Maierovitch, que foi secretario nacional anti drogas do governo do senil ex presidente FHC destila a opinião da mediocridade patética de quem é abertamente esquerdofrênico ao ponto de jogar a opinião de jurista pela janela e só manter a de militonto PTralha.
Entre as bobagens que esse "professor e jurista" vomita, a maior delas é comparar a polícia do Hell de Janeiro a de São Paulo alegando que no Hell a polícia prende traficantes como o NEM e em SP a polícia está atrás de estudantes.
Acredito que na vida tudo tem que ter um limite, e a hipocrisia humana de certos setores da sociedade chegam ao máximo da "estratosferidade" sem noção.
Em diversos portais onde tenho acompanhado os fóruns sobre os acontecimentos da USP, inclusive na própria página desse Maierovitch, as opiniões sobre a consequente reação da polícia e o posicionamento das autoridades, é quase que unanime em o apoio pelas das ações policiais e contra os "trintões" estudantes maconheiros e vagabundos.
A população está a favor do estado e isso basta.
Só que a hipocrisia esta assolando o Brasil, o políticamente correto de plantão transforma parcela da sociedade em bovinos pastadores que não levantam a cabeça para nada, mas sempre tem um mugido opinativo para dar ou se juntar ruminantemente rumo ao brejo, desde que a maioria o faça também.
As pessoas perderam o direito de terem opinião contraria a da maioria. Se o fazem são chamados de preconceituosos. Mas o preconceito só é medido quando é algo que vá contra o políticamente correto, ou o modismo de ocasião. Pensar virou artigo de luxo entre uma parcela da população da pocilga.

O caso da USP é POLÌTICO, e estão usando jovenzinhos babacas e burros para servirem de "pano" para a trampolinagem da campanha suja que o PT e os partidinhos de aluguel que apoiam o tal Haddad para prefeito de SP tem feito.
Essa palhaçada que criaram alegando que polícia não entra em campus de universidade é um ranço dos tempos da ditadura que foi sendo ajustado de acordo com os novos interesses do tráfico e do quanto pior melhor comum no Brasil das Ratazanas Vermelhas. 
Eu já venho dizendo a tempos que a USP iria começar a "virar" na campanha para a prefeitura de SP, é líquido e certo o uso dos "estudantes" para desestabilizar o governo dos frouxos Tucanos. Seguem a cartilha de campanha linha a linha todos os anos, e parece que os partidos de oposição ainda não aprenderam a lição, ou não tem interesse em aprender.

Tem que expulsar os baderneiros do Campus, transferir para a casa do Caraleo os "funças" que são o braço sindical do PT dentro da USP, e de alguma forma demitir os professores que não estão lá para dar aula, e sim para fazer a cabeça dos idiotinhas de plantão com a ideologia esquerdofrênica e burra. Uma universidade é o local do livre pensamento, mas não está acima das leis e nem é o local da livre avacalhação de uma sociedade.
Passou da hora de se tomar medidas enérgicas em favor do povo de SP, um governante que não faz o estado e nem as leis funcionarem direito apenas porque pensa na próxima eleição, tem mais e que perder o mandato, pois com 40 milhões de eleitores que NÃO votaram na Dilmarionete é um cacife e tanto para um governante que tenha "cojones" e que queira colocar as leis para funcionar e jogar na cadeia os bandidos travestidos de estudantes que a unica função que tem na vida é desestabilizar o ambiente da universidade.

Pelos portais da internet dá para se ter uma idéia de que o povo está do lado da polícia de SP, só o governo e os idiotas politicamente corretos não enxergam...ou não querem enxergar.
Estamos chegando ao limite da desfaçatez no Brasil, nada funciona direito, a corrupção descambou de vez, os políticos perderam o receio da população e os poucos que poderiam fazer alguma coisa são tão covardes que chega a dar vontade de vomitar.
Esse governador Alkimin é de fato um picolé de chuchu, não tem nada que o faça um estadista, não tem carisma, não tem poder, e não tem "cojones" vai se arrastando nos governos atravéz do voto útil dos que não votam no PT nem sob ameaça de armas, e assim mantém a mediocridade a flor da pele.
Estamos entregando o Brasil para a bandalheira, seremos uma sociedade de cretinos até quando?




E PHODA-SE!!!!
..................................
Enquanto o mundo se preocupa com a maconha da USP. O ministro do trabalho fica de basófia desacreditando e desafiando o "poder" da gerentona Dentuça.
E a imprensa burra de plantão na porta da casa do enfermo EX presidente Defuntus Sebentus a espera de uma imagem do palhação sem barba.

É muita mediocridade.
..................................


Share/Bookmark

2 comentários:

Anônimo disse...

Que romântico, uso da maconha de forma lúdico-recreativa (não medicinal).
Será que o (Maierovitch) gosta de atividades lúdico-recreativas? PQP, será que elle também é maconheiro?
Vá se tratar, Maierovitch!

Domaneskovisky disse...

Camarada Mascate,
este melancia(versão tucana de ratazana-vermelha) nunca me enganou.