* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *
"PIMENTORIUM IN ANUS OUTREM REFRESCUS EST"

quarta-feira, outubro 26, 2011

Agente de Trânsito Jobson Meirelles, Vila Velha - ES. Uma lição de vida!



Nem só de FELASDAPOTA vive o Brasil. Ainda existem brasileiros que servem de exemplo e provam que nem tudo está perdido.
Não multar e orientar, essa é a idéia, isso é educação no trânsito.
Parabéns ao Agente Jobson Meireles.
..................................

Share/Bookmark

5 comentários:

Anônimo disse...

Valeu Agente Jobson Meireles. PARABÉNS!!!

Anônimo disse...

Não concordo. Quem está atrás de um volante habilitado ou não, deve conduzir o veículo conforme as regras de trânsito, placas, procedimentos e tudo o mais. O mesmo vale para os pedestres. Afinal é para isso que existe toda uma 'via crucis' para se ter uma carteira de habilitação. Existe desde 1998 um novo CNT, que foi amplamente divulgado pela mídia. Se infringência às leis de trânsito resulta somente em blá, blá, blá, todo ladrão político ou não, também so merece blá, blá, blá. A bem da verdade, o brasileiro gosta de ser paparicado e de ter seu ego massageado. É típico de um povinho que não cresceu e teima em fazer o errado. O brasileiro ainda vai continuar sendo visto lá fora como um povo indisciplinado, mal-educado e atrasado. No geral, até um Paraguai tem padrões de educação melhores que o Brasil.

Isso é jeitinho brasileiro disfarçado. Deve-se mesmo é aplicar a multa e depois sim, explicar o porque dela, como é feito em países mais adiantados. Isso seria uma forma mais pedagógica de tentar educar esse povo bárbaro.

Valeu não, Mascate.

"O Mascate" disse...

Meu caro anônimo, concordo com tudo o que você escreveu, mas em países adiantados primeiro se investiu em educação, foram feitas leis que punam com rigor os infratores e depois começaram a multar.
Aqui no Brasil multa virou indústria, infrator paga fiança por homicidios no trânsito e as leis são brandas demais e o legislativo prá lá de moroso.
No caso do agente de trânsito, ele é o fora do contexto dfentro da realidade do brasil, por isso as pessoas aplaudem.
Ele orienta em vez de multar, e se todos fizessem a mesma coisa poderiamos mudar o trânsito no Brasil. As multas seriam aplicadas em casos extremos e não apenas para arrecadar mais grana e não investir um centavo na educação e preparo de condutores conscientes e educados.
Abç

gil disse...

Lamentavel o pensamento do segundo comentario. O que as pessoas precisam para mudar suas atitudes não é repressão e encher os cofres dos detrans de dinheiro ou deixar de cometer infrações por medo. Precisam de bons exemplos para serem seguidos e deixar de cometer infrações por entender seu beneficio para o coletivo. O agente de transito meireles é exemplo pra todas as pessoa desse pais. Gil seguimentos

edsonjnovaes disse...

https://edsonjnovaes.wordpress.com/2015/01/30/no-lugar-da-multa-um-sorriso/