* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *
"PIMENTORIUM IN ANUS OUTREM REFRESCUS EST"

terça-feira, março 22, 2011

Ministros são revistados pelos seguranças de Obama....

Finalmente a população teve seus sonhos atendidos.
Ver políticos levando um "mão pra cabeça" não tem preço.
Os ministros que foram revistados pelos seguranças do Obama não tem do que se queixar. 
Em primeiro lugar, o fato comprova a qualidade do treinamento dos agentes Norte Americanos. Reconhecem um "malaco" em qualquer ambiente e em qualquer situação.
E em segundo lugar, se deixaram revistar para depois reclamar? Oras façam-me o favor, queriam participar da festa e não tiveram peito para repudiar a atitude dos seguranças para depois tentarem criar pose de falsos indignados e fazer polêmica, coisa típica de um PTralha. 
Foram frouxos,  e devem estar tão acostumados a levar enquadro que só perceberam a situação depois que já havia acontecido.
PTralha que se preze não pode se sentir ofendido de levar enquadro de puliça.
E o melhor de tudo foi o "CALA BOCA" que essa situação deu no Defuntus Sebentus que passou meses em cima dos palanques deitando o cacete no Ex ministro  do governo FHC, Celso Lafer, que teve que tirar os sapatos em uma revista feita em um aeroporto norte americano em 2002. 
O Defuntus usou essa situação como um quase entrave diplomático e acusou o governo FHC de ser frouxo e que ministro do governo dele não tiraria sapato para ser revistado por ninguém.
E oras vejam....os ministros, não do governo dele, mas do partido dele, amigos dele, da base de apoio dele, do governo que é a sucessão do dele foram revistados, não em um aeroporto dos Estados Unidos, mas dentro do próprio país. 
Isso prova que o Sebento é apenas um fanfarrão boçal e falastrão..
E com os gringos vai ser sempre

"MÃO PRA CABEÇA VAGABUNDO!!!"

PHODAM-SE!!!!

Share/Bookmark

Um comentário:

Anônimo disse...

MASCATE, precisam fazer revista redobrada e também na hora da saída de qualquer evento, pois daí pode se esperar qualquer coisa.