* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *
"PIMENTORIUM IN ANUS OUTREM REFRESCUS EST"

quinta-feira, novembro 04, 2010

Olha o golpe aí gente!!!!

Do portal G1

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou nesta quarta-feira (3) uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que não permite mais ao vice-presidente suceder o presidente em caso de vacância de cargo. Pela proposta, o vice seria apenas o substituto temporário do titular. Na impossibilidade da volta do presidente, seriam convocadas novas eleições. O projeto precisa ser votado ainda duas vezes no plenário do Senado antes de ir para a Câmara.

Pelas regras atuais, o vice sucede o presidente no caso de morte, de impeachment ou de doença gravíssima do titular, completando assim o seu mandato. O projeto altera dois artigos da Constituição e permite ao vice apenas substituir o titular. Em todos os casos mencionados (morte, impeachment, doença gravíssima) seria necessário convocar novas eleições para presidente em 90 dias. Caso a vacância aconteça nos dois últimos anos de mandato, a eleição, de acordo com a proposta, seria realizada em 30 dias e de forma indireta, pelo Congresso Nacional.

...................
Entenderam?
Agora um pouco de teoria da conspiração.

O vice presidente assume temporariamente no caso do titular sair dessa para melhor, ou caso fique muito doente que não possa exercer o cargo.
Até 2 anos de mandato, caso aconteça algo com o presidente o vice assume e tem 90 dias para fazer uma nova eleição.
Depois de 2 anos o vice assume por 30 dias e tem que convocar uma "eleição" onde o CONGRESSO de forma indireta elege o novo presidente.
Esta lei é burra e serve como uma luva para os planos do Sebento.
A Dilmá fica no poder fazendo todos os ajustes impopulares que são necessários para manter o Brasil funcionando, antes dos dois anos se licencia por motivos de doença, já que a cura do câncer dela é uma verdadeira incógnita, o Temer vai ter que entregar a rapadura e convocar novas eleições, e é claro que o "nominho" que vai estar na cédula é......

Então.

E o mais perigoso é que caso ultrapasse os dois anos o congresso quem elege o novo presidente. Em um congresso que está ajoelhado aos pés do Sebento já dá para imaginar o final dessa novela, não?

Com a evolução da tecnologia a rapidez nas comunicações, e com o avanço dos transportes aéreos onde um cidadão está aqui hoje e amanhã de manhã pode estar no Japão, a figura do vice presidente é absolutamente desnecessária. Já que um presidente pode despachar pela internet, e fazer reuniões de gabinete por vídeo conferência. E o comando do país pode ser tratado em tempo real sem a necessidade de "intermediários".
E com o fim da vice presidência acabariam os conchavos espúrios e os "acertos" de gabinete. Sem contar com a economia que o país teria sem um vice presidente e toda curriola que ele precisa para fazer o papel de figurante da democracia.


Share/Bookmark

Nenhum comentário: