* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *
"PIMENTORIUM IN ANUS OUTREM REFRESCUS EST"

quinta-feira, janeiro 14, 2010

Haiti

Centenas de milhares de mortos. Familias inteiras destruídas.
Outros feridos que fatalmente irão morrer por falta de atendimento médico ou infra-estrutura.
Milhões de Dólares serão gastos apenas no salvamento e resgate das vítimas. Dinheiro que daria para tornar o Haiti um paraíso na terra.
Comoção mundial.
Sofrimento e dor.
Diante de tanta tragédia é que me pergunto, até quando a ideologia política e a ganância irão ceifar vidas.
Países pobres convulsionados politicamente sofrem pelas guerras, ditaduras, etnias, religiões, racismo, corrupção, desvios, roubos. Faltam saúde, segurança e educação.
Desviam-se bilhões em dinheiro que dariam para dar vida digna aos cidadãos, escolas, hospitais, estradas, cidadania. Mas tudo gira em torno do poder....
Ninguém liga a mínima para o sofrimento desses povos, o que importa é o poder.
Apenas quando acontecem tragédias de proporções como a que estamos vendo, é que o mundo se solidariza e sai em auxílio aos desamparados, pobres, esfaimados, e esquecidos do planeta.
Mas tudo seria mais fácil e menos traumático se os governantes não deixassem a situação de seus povos chegar a tanto.
Governar apenas pelo bem estar da população, governar pelo bem comum, governar por amor ao próximo. E não por vaidade, poder, ganância.
A comoção mundial passa em um ou dois meses, os Haitianos, assim como todos os que sofreram com os Tsunamis, serão esquecidos, e o mundo só voltará a acordar no dia em que uma nova tragédia se abater sobre algum outro povo.
Aí novamente talvez seja tarde demais.

O mundo precisa mudar com urgência, o homem deveria se unir pela própria sobrevivência e preservação da espécie.
Muito poucos se enganjam em solidariedade, algumas ONGs, e uns poucos abnegados como ZILDA ARNS se entregam de corpo e alma na solidariedade e auxílio ao semelhante.
O mundo perde muito com essa tragédia, os haitianos perdem familiares, história, sonhos, vidas e o próprio país. Os brasileiros perdem Dª Zilda, os militares pacificadores que lá pereceram, e não nos damos conta do custo de todas essas perdas.
É lamentável ver que alguns irão se aproveitar dessa situação para tirar dividendos políticos dela, e sem ao menos perceberem o quanto irão perder no futuro.

Um país arrasado, carente de tudo, sem condições técnicas de resgate, falta comida, água, luz, equipamentos, remédios, hospitais.
Os mortos irão se avolumando, os feridos sofrendo até a inconsciência, e os que sobreviveram terão que ter forças para superar todas as adversidades impostas pela natureza ou pelo próprio homem, resgatar os mortos e feridos e depois reconstruir o país novamente.

QUE DEUS TENHA PIEDADE DESSAS POBRES ALMAS.
E que a natureza de uma trégua para a humanidade.


Share/Bookmark

Nenhum comentário: