* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *
"PIMENTORIUM IN ANUS OUTREM REFRESCUS EST"

sábado, janeiro 09, 2010

Boris Casoy e a inquisição dos hipócritas.

O Jornalista e âncora do jornal da Band, Boris Casoy, fez algumas declarações em OFF após a apresentação de uma matéria na qual Garis desejavam feliz natal.

"Que merda: dois lixeiros desejando felicidades... do alto de suas vassouras... dois lixeiros... o mais baixo da escala do trabalho..."

Acontece que o comentário foi feito em off, o áudio vazou e se tornou público.

Hoje vemos uma legião de indignados pedindo a cabeça do apresentador, processos, pedidos formais de desculpas e alguém certamente irá pedir reparação em dinheiro. Afinal, no Brasil em que o próprio presidente compara o povo de São Paulo a porcos, o comentário sobre os garis nem é tão grave assim.
Agora, quando um jornalista SABIDAMENTE contrário ao governo, diz que os garis estão de verdade na escala mais baixa de trabalho, isso é crime de lesa pátria, temos que crucificá-lo com urgência.

Não que o trabalho de um gari não seja importante, mas a realidade é essa, e está aí para quem quiser olhar.
Agora, os indignados de plantão, e os hipócritas de modismo, estão enchendo o saco pela internet, postando o vídeo e comentando sobre essa infeliz opinião do jornalista, pedindo cabeças e brandindo toda sua hipocrisia, berrando por justiça.

E os PORCOS do presidente? Nada? Ninguém? A OAB? os direitos humanos, a associação de garis, o povo de São Paulo? NADA?
Comentários infelizes são comuns nos dias de hoje, principalmente com o presidente e a classe política que temos.
Só que muitos se indignaram com um comentário que nem público deveria ser.
Os garis são os INVISÍVEIS da escala de trabalho, muitos dos que hoje pedem cabeça ou que pedem reparações, são os mesmos que jamais deram um BOM DIA sequer para um gari. São os mesmos que jogam o lixo, pontas de cigarro, e outros detritos nas ruas dificultando e desrespeitando o trabalho feito por eles.
Sabem porque?
Por que pensam exatamente da mesma forma que o Casoy.
O maior problema não está no comentário do jornalista. O problema está na falta de postura de um povo hipócrita que joga lixo no chão logo após o COITADO DO GARI ter acabado de varrer.
O problema está na falta de educação de um povo que nem enxerga um trabalhador braçal, seja gari, coletor de lixo, a tiazinha do café, o balconista da padaria.
Muitos dos indignados são incapazes de dar bom dia, pedir por favor, ou mesmo, dizer muito obrigado, por algum serviço prestado por aqueles que estão na base da escala de trabalho.
O problema do Brasil, é o brasileiro.
O problema do Brasi,l é a indignação hipócrita do modismo momentâneo, em ser políticamente correto, e por não ser políticamente posicionado o suficiente para berrar ou gritar pedindo as cabeças dos que nos afrontam e nos roubam diariamente.
Não berrar pelos próprios direitos, mas entrar na turba dos indignados pedindo providências e reparações para os outros, isso é legal, é ser descolado, é ser EXXXXPÉRRRRTO.
Para mim, isso é TUPINIQUISMO, ou, o velho complexo de vira-latas.

O povo brasileiro se comporta exatamente igual a um torcedor de futebol.
Sozinho ele nem veste a camisa, mas com mais meia dúzia em volta ele vira uma fera!!!!.
Sobre os garis, pra falar a verdade, são iguais ao brasileiro médio que faz piada de tudo, ri de tudo, se acha o engraçadinho em tempo integral, e confunde alegria com babaquice.
(
E se alguém duvidar disso, é só assistir a alguns vídeos de discursos do Sebento.)

Muitos dos indignados estão servindo aos interesses do governo e ajudando a tentar calar mais um jornalista de oposição. Isso ninguém percebe...afinal...tadinhos dos garis...





Share/Bookmark

8 comentários:

Solange Frota disse...

Pô, até que enfim um dito sem a santa hipocrisia. Valeu.

Anônimo disse...

Texto impecável. Quando você escreve que muitos desses hipócritas que estão pedinda a cabeça do jornalista (um dos melhores apresentadores da TV brasileira, diga-se), lembrei-me da tese de um p\luno de doutorado da USP ou PUC-SP, sobre os invisíveis na população brasileira, tendo como exemplo extamente os garis.E para tanto trabalhou como gari nas ruas e instituições de São Paulo. O que constatou o doutorando: quando êle estava servindo como gari nas dependências da universidade onde estava fazendo o doutorado, nem mesmo os seus professores notavam que êle existia. Muito menos os seus colegas. Não notavam mesmo, segundo suas observações. Então suas palavras foram no alvo. Êsses hipócritas que hoje estão indignados "defendendo" ois garis é porque passaram a vê-los, aqueles dois garis, como uma "minoria político-ideológicas, dessas que são apropriadas por ONGs petistas gigolò-de-pobre. que sobrevivem com dinheiro do governo petista, e estão atacando o apresentador porque é uma das voczes mais contundentes contra essa canalha petista. Respeito pelos dois garis de verdade e por todos os garis de verdade, êsses hipócritas não têm mesmo. Parabéns pelo artigo. Quue saudades de Paulo Francis!

Anônimo disse...

Boris Casoy apenas externou o que a burguesia brasileira pensa a respeito dos mais humildes: desprezo.
Do alto da bancada de seu jornal, o outrora todo-respeitado âncora deixou uma cicatriz indelével em seu currículo. É uma pena, sr. Casoy. Alem de ser uma vergonha, também.

"O Mascate" disse...

Meu caro ANÔNIMO...
O Boris externou o pensamento da grande maioria do arrogante povo brasileiro.
Te pergunto: Em que país você vive?
Os primeiros a maltratar ou mesmo ignorar os mais humildes, são eles próprios.
Quando um pobre tira o pé da merda imediatamente começa a ignorar os seus antigos iguais.
A maior pobreza do Brasil não é a pobreza social, e sim a pobreza de espírito, a mesma que dá cotas para negros em universidades jogando-os na limbo da raça burra que precisa de ajuda do governo para ser alguém na vida.
Ou, a mesma que enche os ignorantes de bolsas em troca de votos em vez de dar cidadania e emprego digno à eles.
A mesma que exclui para continuar no poder.
Veja que o Brasil foi "dirigido" por elites, e quando o "povo" assumiu o poder mostrou-se a realidade.
O presidente pobre e operário, hoje usa ternos Armani e só bebe Uisque 12 anos.
A pobreza está em classificar o povo brasileiro em proletários e bgurgueses.
A pobreza está em tentar criminalizar quem tem dinheiro, em vez de correr atrás da vida e ficar bem também.
A pobreza está em não ajudar hospitais públicos e perdoar bilhões de dólares em dividas de países socialistas.
A pobreza está na ignorância dos que acreditam serem os mais expérrrtos do planeta, e servirem de escada para político safado se perpetuar no poder.
Como você pode notar a pobreza tem diversos aspectos, mas um só diagnóstico. POBREZA DE ESPÍRITO, essa não tem cota, bolsa, ou revolução que cure.

Anônimo disse...

Resposta do "O MASCATE" ao Anônimo!!

Simplesmente PARABÉNS pelo texto lúcido e verdadeiro!!

paschoal disse...

É isso aí Fernando !
Passagem de festas de fim de ano, tragédias de norte a sul do bréjil e o apedeuta enchendo a cara numa ilha privativa sem ter dado a mínima e, pior, até agora nem uma palavra de conforto às vítimas. Entretanto se fizerem uma daquelas pesquisas encomendadas, de novo o sebento vai aparecer nas alturas. Definitivamente a maioria dos brasileiros que o elegem, são uns merdas!

"O Mascate" disse...

Paschoal
"O Cara" estava de férias, e uma enchente, ou mesmo alguns desmoronamento com mortes não são motivos suficiente para interromper as merecidas férias de nosso "trabalhador" presidemente.
Afinal, "O Cara" está cansado de tanto viajar.
Enquanto isso o Zé Serra amassava barro nas cidades atingidas no estado de SP.
A diferença está aí, solidariedade.

"Política sem medo" disse...

Concordo com voce Mascate ao criticar as pessoas que estao querendo a cabeca de Boris. Sabe que eu fui muito criticada la na Comunidade Politica & Polemica do Orkut porque dei minha opiniao a respeito desse assunto dizendo: Nao acho que Boris falou daquela maneira por preconceito. Imagino que ele se expressou mal. Talvez ele quizesse dizer: Como e possivel dois garis que trabalham numa profissao tao vil e ingrata conseguem mostrar felicidade e ainda desejar Feliz Natal para outros que eles sabem que estao em tao melhor situacao?
Mas e assim mesmo que penso! Obrigada por opinar no Politica...