* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *
"PIMENTORIUM IN ANUS OUTREM REFRESCUS EST"

sábado, janeiro 24, 2009

Loco Chavez convida arrozeiro de Roraima para produzir na Venezuela

Cyneida Correia

Direto de Boa Vista


O produtor de arroz e ex-prefeito de Pacaraima (RR) Paulo Cesar Quartiero, confirmou que foi convidado pelo presidente Hugo Chávez para plantar na Venezuela. "A gente tem uma amizade. Ele é solidário com a situação dos latino-americanos e o sonho dele é a integração da América latina. Eu acho que se pode até criticar seu modo de atuação, mas não seu patriotismo", disse. "Temos as mesmas idéias de necessidade de soberania nacional e afirmação de nossos respectivos países como nações. Nessa questão, todo patriota tem o mesmo pensamento."

Quartiero foi o líder do movimento de resistência à retirada de produtores de arroz e não índios da terra indígena Raposa Serra do Sol, área localizada na fronteira do Brasil com a Venezuela e que foi palco de grande conflito. Na próxima semana, o rizicultor vai visitar terras no país vizinho onde poderá iniciar plantações de arroz, milho ou soja.

"Eu realmente recebi o convite e estou indo na semana que vem dar uma olhada nas terras, mas não devo plantar arroz, apenas soja e milho, que são as bases alimentares da Venezuela. Já conheço algumas áreas agrícolas, mas quero conhecer mais e ter uma noção melhor do que podemos escolher lá" afirmou.

O produtor ocupa hoje quase 10 mil hectares de terra em Roraima, onde planta arroz suficiente para abastecer todos os estados da Amazônia, incluindo Roraima, Amazonas e Pará. Janeiro é época de colheita, e apesar das fortes chuvas na região, a expectativa é que sejam colhidas 500 mil sacas de arroz, 100 mil a mais em relação ao ano passado, somente nas fazendas de Quartiero.

"Aqui eu planto, mas não recebo incentivo, pois se quiser escoar minha produção, tenho que arrumar estrada, fazer manutenção de ponte e até consertar balsa", declarou. "O governo só aparece na hora de comprar, mas na hora de ajudar, não ajuda. Se fosse assim e eu não fosse perseguido ainda vá lá, mas sou taxado de invasor e criminoso em meu país."

O governo venezuelano teria oferecido grandes vantagens para Quartiero transferir sua atividade para o país vizinho. O produtor afirmou que não acredita mais em promessas políticas e criticou o governo brasileiro pelo posicionamento em relação a Raposa Serra do Sol.

"Espero que na Venezuela me permitam trabalhar e realmente dêem incentivo à agricultura, coisa que o governo brasileiro não está fazendo. Sinceramente, não acredito em incentivo de nenhum governo, eu quero simplesmente liberdade para poder trabalhar e ser respeitado como produtor" afirmou.

Quartiero também reclamou dos impostos que paga no Brasil e chamou de extorsão a política fiscal brasileira. "A política fiscal da Venezuela é diferente do Brasil. Aqui chega a 40% o que pago de impostos, e lá o que vou gastar não vai passar de 10 a 15 %. O governo não tem política fiscal de extorsão na Venezuela."

Questionado se iria abandonar Roraima e o Brasil, o produtor de arroz disse não ter mais pátria. "Não vou abandonar Roraima. Eu fui expulso do Brasil, sou um sem-terra, sem produção, sem país. Eu sou um pária no Brasil, um brasileiro que foi expulso do seu país e aceito no país vizinho", concluiu.


Comento:

Enquanto o Batráquio fica inaugurando promessas, fazendo política e se auto promovendo na base do "conversê' e lero-lero, as Ongs, o ministério público e muita gentalha espertalhona continuam atrapalhando o crescimento do Brasil.

No caso da reserva em Roraima a falta de uma política séria poderá fazer o país perder muito em produção de alimentos para favorecer meia dúzia de índios vagabundos que só sabem servir de joguete nas mãos de Ongs estrangeiras.

Guardadas as devidas proporções da choradeira do Quartiero, o convite feito pela Venezuela é um tapa nas fuças do Batráquio baba-ovos desferido pelo caudilhota Bolivariano, Loco Chavez pode até ser maluco, mas burro ele mostrou que não é. Com essa jogada ele vai conseguindo se fortalecer como governante, levará um grande produtor rural para seu país alavancando a produção de alimentos e com isso a sua imagem junto ao povo venezuelano.

Enquanto isso no Brasil nossas "otoridades" ficam discutindo a demarcação de terras para indios improdutivos, asilo para assassinos, PAC, reeleição, presidência da câmara e do senado, e quando perceberem terão que comprar arroz do Vietnã.

Só o Batráquio não percebeu que os "irmãos menores" estão querendo ver o sangue do grande irmão da Amérdica Latrina. Enquanto ele acredita em uma união das esquerdiotas nas Amérdicas, nossos vizinhos espertalhões e Bolivarianos estão cagando e andando para o povo brasileiro, só a PTralhada para acreditar em união entre países pobres.

Na miséria e na guerra vale tudo, até dedo no olho.

Pobre Brasil.





Share/Bookmark

10 comentários:

Alberto Soares disse...

Vai ser bom para o país a saida do agricultor, o Brasil importará mais produtos alimentícios para o povo daquela região, gerando defiti de balança comercial, para equilibrar isto aumentará impostos nas regiões mais desenvolvidas, então saberemos quem pagará a conta. CERTO.

Adauto Monteiro disse...

Mais uma vez SE REPETE, a história de vergonha e falta de brio dos brasileiros! Todo e qq ser humano tem sonhos de um dia ser dono da sua própria vida, do seu negócio! O problema é o SÓCIO majoritário: nosso governo! Hoje tão 'bem representado' pelo PT e Cia. Mas a culpa é nossa mesmo!! Quantos habitantes de RR votaram nele? Porque eles estão no poder? isto ninguém se atrave a assumir. enquanto não houver verdadeiramente Democracia neste País, será assim! Uns ganhando e muito, outros sofrendo na carne o descalabro dos nossos dirigentes, que brincam de fazer de conta! Falta isto sim, vergonha na cara dos brasileiros e aí, eu me incluo pois, também sou brasileiro e sofro, tanto quanto qq um de todos nós! É fácil falar daquilo que não se conhece. Eu moro no 'Sul Maravilha' do nosso País, porém viví 04 anos na Amazônia e conheço um pouco da realidade dos que vivem lá! Não é fácil ser excluído do resto de tudo, inclusive de ser também BRASILEIRO!

Marquer disse...

Fernando,

Pesquise sobre NIÓBIO...veja onde esta localizada a maior jazida deste minério tão raro e importante...e verá que suas suspeitas ainda não chegam perto das verdades que envolvem este caso.

O buraco é bem mais embaixo do que pensamos...

A coisa ultrapassa o maior dos absurdos.

paschoal disse...

Pelo menos numa coisa o bufão do chaves acertou ao fazer tal convite, esfregou o pau e gozou na cara do pelego-mor.
A fazenda escolhida, será com certeza toda a faixa que faz divisa internacional com o brejil porque assim, a venezuela sem invadir, terá o domínio sobre territorio brasileiro. Simples assim.
Num futuro não muito distante, cooptando fazendeiros brasileiros poderá, até, proclamar a independência de brazinuela, um novo páis num velho continente!

Mariângela disse...

Acho que índio já tem terra demais, aliás...'índio', pq pra mim não é índio o cara que fala inglês e mantem negócios com 'ongs' extrangeiras.
O que vai contribuir para o crescimento do Brasil e futuro de nossos filhos não são os índios mas sim o crescimento de produção, comércio, etc...

Esses 'índios' já tem terra demais!!!!

Samuca disse...

Se o negocio for bom e com garantias, é um ótimo negocio, mas o Huguito fazer o que faz com várias empresas brasileiras ai o bicho pega, o cara vai investir e transferir conhecimento a pessoas que num futuro proximo pode de expulsar também. O lula é uma Droga isso todo mundo já sabe, mas ir lá nesse país de merda ensinar e ainda correr o risco de ser expulso também.
Sei não, mas tem que ter garantia.
O Chavez é traira igualzinho os Ptistas

Jorge Henrique disse...

Neste país mais vale um milhão de ha para um único índio não produzir nada, do que 1.000 ha para um produtor abastecer uma cidade.Isso com as bençãos do Supremo, que só conhece asfalto e ar condicionado.

Anônimo disse...

O problema do Brasil são os Brasileiros!!!! nós votamos nos individuos que estão no poder...., agora o que nos resta é pagar impostos. Francamente dependemos quase que 90% da agricultura e os pqeuenos produtores estào quebrando, lembrem, até os comunistas dependem de comida p/ sobreviver.

Deborah F. disse...

Com esse governo e com o povo que temos a situação é mais do que alarmante. Não há união, não há consenso, há apenas a busca pelos próprios interesses. Pois, enquanto o brasileiro ainda cultivar seu codi-nome como o futebol, carnaval e mulheres, nada mudará. Enquanto o "jeitinho brasileiro" continuar fazendo parte da ética brasileira (?) nada poderá ser feito para o bem comum. Enquanto, o brasileiro continuar a se sentir o vira-lata da hitória, estaremos assim. Continuaremos à margem do desenvolvimento, à margem sempre da evolução. Poucos estão a ganhar. E a corda continua, dessa maneira, sempre, a arrebentar do lado mais fraco.

Anônimo disse...

Vão lá plantar pro Chaves,depois que o negócio tiver dando lucro ele expropia a terra e os mandam de volta.Temos o Paraguai de exemplo com as terras,Bolívia com gás e por vai........