* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *
"PIMENTORIUM IN ANUS OUTREM REFRESCUS EST"

quarta-feira, dezembro 03, 2008

A dívida da Petrobrás

Por Laurence Bittencourt Leite, jornalista



A internet sem dúvida tem lá suas vantagens. Semana passada li no jornal da família Sarney “O Estado do Maranhão”, uma noticia dando conta de que em discurso no senado, também na semana passada, o senador Tasso Jereissati do Ceará, junto com o senador Arthur Virgílio pelo Amazonas, expuseram de forma clara, que a Petrobrás, sim senhor, a Petrobrás, cantada em verso e prosa pelo governo federal, através de propagandas e mais propagandas, pagas evidentemente com o seu dinheirinho e o meu, como uma empresa rentável e eficientíssima, deve o “pequeníssimo” valor de 15 bilhões de reais a Caixa Econômica. Veja bem, eu escrevi, 15 bilhões de reais de dívida.
Quer dizer então que o preço do petróleo que vinha sendo vendido a 150 dólares o barril, caiu para 50 dólares o barril, e a grande empresa estatal brasileira, não baixou um naco sequer no preço da gasolina, do óleo diesel por aqui. Jesus, agora se explica. Não baixou por causa da dívida de 15 bilhões. E eu não li uma linha sequer de comentário em nossa imprensa, e acho que não saiu nem mesmo na chamada “grande imprensa”.
Quer dizer então que a grande empresa estatal, que o governo Lula não pára de vender como uma “empresa” trabalhando pelo progresso do país, está endividada. Sinceramente, se há um progresso nesse país com o PT, é o progresso do próprio partido. A idéia da Petrobrás como uma empresa eficiente, moderna, é tudo charlatanismo, tudo conversa fiada. Jesus.
Lembro que há dois anos conversei com um alto funcionário da Petrobrás (que não trabalha em nosso estado, obviamente) e ele me disse, contrariando e corajosamente, os outros membros que estavam na roda em que estávamos, que a empresa tinha entrado num ritmo de profissionalização sob a gestão de Fernando Henrique Cardoso, mas que Lula estava acabando com tudo isso, ou melhor dizendo, que o PT estava desmontando o profissionalismo imposto por FHC colocando gente despreparada por critérios de apenas pertencer ao partido. Não me surpreendeu o que ele me disse à época. Achei apenas corajoso da parte dele.
Mas agora com essa noticia (não me interessam os interesses da família Sarney por trás da divulgação da noticia) de que a empresa deve um tubo a Caixa Econômica (será que vai pagar?) mostra realmente que esse graduado funcionário da Petrobras estava certo quando me disse o que falou. Agora dá para comprovar que a Petrobras (eu não tenho dúvidas disso, como nunca tive) virou um grande cabide de emprego, incompetente, mal gerenciada, resultando nessa divida monstruosa, que o povo brasileiro é quem paga.
E agora também se explica, pelo menos para mim, porque a estatal brasileira, mesmo com a queda do barril de petróleo de 150 dólares para 50 dólares, não faz o preço da gasolina cair em nosso país. Ora, aqui quem manda não é a Petrobrás, e sim, o governo federal. Se a Petrobrás reduzir o preço da gasolina e do óleo diesel, o governo perde em receita, através de impostos, baixa a arrecadação do governo federal, que só esse ano vai a mais de 1 trilhão de reais em impostos. É lógico que o governo não deixa baixar.
Na verdade, o governo Lula tenta vender a idéia de que quer gerar empregos ou vem gerando empregos. Ele vem gerando empregos para os petistas, para o PT. O aumento da máquina e a não perda de impostos, de arrecadação, é para deixá-los mais ricos, e com isso pagar os 10% ao partido. Quem ganha com a máquina nesse país não é povo, e sim, os petistas e o PT. A dívida da Petrobrás é a maior prova de que falta administração profissional a empresa. Mas Lula, o PT e os petistas, esses estão bem. E como estão.

Share/Bookmark

Um comentário:

Star disse...

Isso é o socialismo Fernando, todas as estatais, o povo, o país vive em função do partido, trabalhamos para sustentar o partido e seus parasitas.