* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *
"PIMENTORIUM IN ANUS OUTREM REFRESCUS EST"

domingo, setembro 21, 2008

Estamos nas mãos dos governos.

E ainda tem gente que diz que pedir NF é exercício de cidadania.
Eu só quero saber pra onde vai o dinheiro que eu pago de impostos, pois por mais que se arrecade nunca é o suficiente, e a saúde, educação, e segurança estão uma tragédia.
A grana desaparece e nada melhora neste Brasil.

Se vc é um dos 66 milhões de brasileiros que ficou feliz quando
a Receita Federal divulgou, no ultimo dia 01/08, o fim da Declaração de Isento,
fique sabendo que a sua alegria já acabou, pois, conforme já diz o ditado:
'O Governo não dá nada com uma mão se não tirar muito mais com a outra' .
Conforme noticia veiculada no Jornal Agora, edição de 05/08,
o fim da Declaração de Isento deve-se à regulamentação de uma lei no final do ano passado,
que obriga os Bancos, Cooperativas de Crédito e Associações de Empréstimos e Poupança,
a repassar semestralmente para a Receita Federal, as informações referentes a movimentação
financeira dos clientes que movimentaram mais de R$ 5.000,00 (pessoa fisica)
ou R$ 10.000,00 (pessoa juridica) por semestre.
Desta forma, a Receita Federal, que já contava com as informação fornecidas pelo CNIS
(Cadastro Nacional de Informações Sociais),
administradoras de cartões de crédito (Visa, Credicard, etc.),
Cartórios de Registro de Imóveis, Imobiliárias, etc, passa agora a ter acesso irrestrito
à conta-corrente dos clientes que movimentam mais de R$ 5.000,00 no semestre,
identificando precisamente quem é isento ou quem está declarando rendimento
abaixo do que realmente ganhou no ano.
Segundo Joaquim Adir, Supervisor Nacional da Receita Federal,
os baixos limites estabelecidos pela Receita Federal para o respasse das informações,
é para evitar que nenhum contribuinte resolva movimentar várias contas-corrente
para escapar do novo controle do fisco, como vinha acontecendo até agora.
Segue abaixo, a integra da matéria:
RECEITA VAI FISCALIZAR QUEM RECEBE MAIS
DE R$ 830,00 POR MÊS.
Bancos terão que enviar informações dos clientes à Receita Federal.
Dados serão usados para saber quem é ou não é isento.
Para apertar o cerco contra a sonegação do imposto de Renda e identificar quais
são os contribuintes que devem prestar contas ao Leão, a Receita Federal
contará com mais um meio de fiscalização.
O órgão vai receber dos Bancos, semestralmente, um relatório com todas
as informações relativas à transações bancárias de quem movimentou mais de
R$ 5.000,00 por semestre, o equivalente a cerca de R$ 830,00 por mês.
Para empresas (pessoas jurídicas), o valor será maior - R$ 10.000,00.
Segundo a Febraban (Federação Brasileira de Bancos),
o envio dos dados do primeiro semestre poderá ser feito
até o dia 15 de dezembro deste ano.
Hoje, é isento de IR quem recebe menos de R$ 1.372,81 por mês ou R$ 15.764,28 no ano.
Até o ano passado, a Receita obrigava os contribuintes isentos a declararem seus dados -
quem não fazia isso poderia ter o CPF suspenso.
Neste ano, não haverá mais Declaração de Isento e o Leão vai identificar
quem deve pagar o Imposto de Renda pelas movimentações bancárias.
A obrigatoriedade de os bancos repassarem as informações sobre os clientes
foi regulamentada no final do ano passado.
'A regulamentação não foi proposta apenas com o objetivo de fiscalizar
quem é ou não isento de IR, mas certamente poderá ser usada para esse fim',
afirmou o Supervisor Nacional do Imposto de Renda, Joaquim Adir.
Com as novas regras, os dados relacionados a depósitos, saques,
pagamentos efetuados em moeda corrente ou cheque e ordens de pagamento,
terão de ser enviados à Receita Federal pelos bancos,
cooperativas de crédito e pelas associações de empréstimos.
Para auxiliar na identificação dos contribuintes tributáveis,
ainda será feito o cruzamento de informações da declaração que as empresas prestam
de pagamentos de seus funcionários, registro de imóveis e cadastro
de pagamento de aluguéis das imobiliárias.
O fisco vai entrar em contato com a Previdência para saber quais contribuintes morreram.
O fim da Declaração de Isento atingirá cerca de 66 milhões de pessoas. (Fim)
E se vc acha que o cerco se fechou definitivamente e o Leão ficou totalmente saciado,
está redondamente enganado, pois o governo já tem projeto para que o CPF
seja automaticamente emitido junto com a Certidão de Nascimento, ou seja,
o Leão quer fiscalizar (arrecadar) o contribuinte desde o dia em que ele nasce.

Share/Bookmark

Nenhum comentário: