* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *

* Democracia neste país é relativa, mas corrupção é absoluta *
"PIMENTORIUM IN ANUS OUTREM REFRESCUS EST"

segunda-feira, agosto 19, 2019

Bolsonaro os radares e a indústria das multas.

Bom dia meus SEIS leitores!!
O sucesso batendo à porta!!

Todo o MIMIMI que a imprensa vagabunda, a turminha do não e os expecialixtax da Globosta sobre a polêmica em retirar os radares das rodovias é um debate inócuo. Como dizem, se Bolsonaro descobrir a cura do câncer a patuleia certamente vai ficar contra.
Os radares em um primeiro momento realmente derrubaram os índices de acidentes nas rodovias, porém não acabaram com eles. Lembram do uso do cinto de segurança e o capacete para motos? Então, muita ação educativa e punições até o pessoal entender, mas isso acontecia em todo o país, os radares são colocados de forma canalha em determinados pontos apenas para pegar os apressadinhos de plantão.  
As prefeituras e governantes perceberam que esse tipo de "cuidado" com o bem estar da população era um baita bom negócio em matéria de arrecadação e com o tempo o sistema foi sendo descaracterizado e aplicado apenas com o intuito de arrecadar.
Alguns radares são colocados em locais totalmente impróprios e com velocidades que são uma afronta ao bom senso, é visível a canalha intenção de meter a mão no bolso dos motoristas.
Em algumas cidades as prefeituras acabam tendo que mudar os radares de localização uma vez que os motoristas sabem onde estão os equipamentos e o volume de multas cai absurdamente, e isso não é um bom negócio. Se o volume de multas cai é sinal que os motoristas, NAQUELE LOCAL, respeitam as leis de trânsito, e no resto da cidade, tocam o phoda-se! . 
 E respeitar a lei não é do interesse das administrações publicas. O negócio é badernar para ganhar o máximo  que puderem.
Os radares em alguns locais do Bananistão são a base de arrecadação do município, simples assim. Multar sem critério algum, o negócio é grana nos cofres públicos.
Sabemos que os motoristas Tupiniquins em sua grande maioria não tem um mínimo de condições em conduzir um veículo motorizado por onde quer que seja, são imprudentes, abusados, burros, idiotas e em alguns casos homicidas. Pra falar a verdade, a poêmica sobre o uso dos patinetes nas grandes cidades dá a mostra da qualidade dos motoristas que temos em Terrae Brasilis. Os caras conseguem cagar tudo de cima de um patinete, imaginem no volante de um poderoso torpedo de 200 cavalos?
Sem contar a turminha do pedal, mas esse será assunto para outra oportunidade, senão este texto vai ficar mais longo que a Bíblia.
O que precisamos de verdade neste país varonil é de educação no trânsito, campanhas contundentes e punições severas. Prisões, apreensões dos veículos e a retirada do direito de dirigir, além de pesadas multas. Quando começarem a algemar motorista infrator no meio da rua a vergonha vai falar mais alto que a consciência cidadã e certamente os resultados serão muito mais efetivos.
Aí dirão vocês, mas se vc é contra a indústria das multas e fala em pesadas punições? 
Sou contra a arrecadação pela arrecadação sem o efetivo controle ou educação. 
Já que é apenas para arrecadar sugiro radares nos acostamentos e nas filas de balsa onde a jumentada abusa em fazer merda. Ultrapassagens em pista de faixa dupla, andar colado ao veículo da frente, parar sobre faixa de pedestres, estacionar em vagas para deficientes, andar pela contra mão, etc...etc...etc...
Radar não é a solução, o negócio é educação, sem educação o trânsito vai continuar matando aos milhares por ano.
Prestem atenção, com os radares já temos 52 mil mortos por ano, isso prova que o sistema não está funcionando.
Tem gente sem a mínima condição motora ou emocional que ainda está nas ruas fazendo bosta sem parar e as punições são absolutamente irritantes em matéria de responsabilização. 
Mortos por motoristas embriagados ou menores de idade acabam apenas em punição para as famílias de quem foi assassinado, os motoristas causadores das mortes são soltos, continuam dirigindo enquanto esperam seus julgamentos e quando são julgados as penas chegam em trabalho comunitário ou distribuição de cestas básicas. E quanto mais dinheiro tem a família do assassino, mais fácil em se livrar de uma talvez, pretensa, futura cadeia. Lembrem do caso do Thor, filho do Eike Batista, que no final a culpa do acidente ficou nas costas do falecido ciclista que foi atropelado no acostamento da rodovia.
De efetivo mesmo, nada. E a impunidade continua correndo solta na sociedade festeira e torcedora.
A guerra do presidente contra os radares já é alguma luz ao fim do túnel contra a "fiscalização" arrecadatória, mas não tem eficiência alguma em matéria de trânsito mais seguro.
Em um país onde existe uma tal "lei seca" que pune motorista embriagado e os Detrans da maioria das cidade não possuem bafômetros e quando os tem estão quebrados. Postos de combustíveis com lojas de conveniência e suas geladeiras abarrotadas de cervejas e prateleiras cheias de bebidas mais "fortes" vendidas sem um mínimo de cautela só provam que o sistema já era e na verdade os radares são caça niqueis para encher os bolsos de governantes filhosdaputa. 
Ou seja, não fazem o serviço direito em fiscalizar os motoristas e confortavelmente sentados em suas cadeiras em salas refrigeradas passam o ato de fiscalizar para máquinas que não recebem salários, porém dão lucros absurdos. Criar dificuldades para vender facilidades.
Educação para o trânsito precisa começar ainda no ensino de base e acompanhar o aluno até o ensino médio, mas em um país onde o que menos importa é o ensino, querer que a molecadinha que mal sabe ler saia da escola com consciência cidadã ou com preparo razoável para dirigir é um sonho...Sonho não, um delírio de uma bad trip de heroína. E de mais a mais, se professor tiver que ensinar a molecadinha sobre respeito no trânsito não vai ter tempo para reclamar do salário, fazer greve ou simplesmente doutrinar. Bom né?
O negócio é ir tentando fazer o seu melhor, desviando como puder da sacanagem das autoridades e  não cometer infrações para encher os bolsos dessa cambada. 
O presidente está correto.

E no mais....


O LULLA CONTINUA PRESO, BABACA!!

E PHODA-SE !!


Share/Bookmark

Um comentário:

Anônimo disse...

Mascate, aqui em SC o governo que é do PSL está querendo aumentar o ICMS em 17% para arrecadar dindin! Agora privatizar coisas inúteis e mandar um monte de funcionários públicos e pessoas com encargos de confiança que não servem pra porra nenhuma embora, eles não querem! Olha que além de ser difícil arrumar a bagunça que o país está temos que rezar para que o povo não vote em nenhum "populista" nos próximos 20 anos!